Monthly Archives abril 2013

Raias do Mundo: velocistas são o destaque

Após brilhar no NCAA, Vladimir Morozov fez a melhor marca nacional sem os trajes tecnológicos nos 100m livre no campeonato russo. Mas a vitória com o primeiro sub-48s do ano (47.93) não veio fácil, com Lobintsev e Izotoz na cola. Sim, eles também vem fortes para o revezamento 4x100m livre no Mundial.

Recordes nacional mesmo caiu com Vyacheslav Sinkevich nos 200m peito (2:08.62), com uma boa volta.

Roland Schoeman 5

Schoeman: 3 medalhas em Atenas.

Já na África do Sul, após o vexame de ter que suspender o campeonato para limpar a piscina, Roland Schoeman não teve qualquer problema para vencer os 50m livre com 21.88. Antes, Schoeman já havia abaixado o índice para Barcelona, na parcial dos 100m livre. Chad le Clos conseguiu classificar com facilidade para suas provas, os 100 e 200m borboleta, além de vencer os 100m livre.

Hosszu of Hungary poses with her trophy for best female swimmer during the award ceremony at the FINA World Swimming Championships in Istanbul

Hosszu: ela competiu mais neste ano que eu nadei no ano passado inteiro.

Já na Noruega, no campeonato em homenagem a Alex Dale Oen, que faleceu de maneira trágica a quase um ano atrás (30/04), a rainha da Copa do Mundo, Katinka Hosszu continua com seu objetivo War de conquistar o mundo (se não entendeu, compre este jogo, ou baixe no appstore), nadará todas as 15 provas do programa. Com esta atitude, a húngara desafia alguns tabus da natação – de resistência principalmente!

 

Leia o texto completo

Inauguração do ginásio da Escola de Educação Física

Publicado em 07/12/2007, aqui

A solenidade que marcou, na tarde de hoje, a inauguração do Ginásio que abrigará o Núcleo de Esportes de Base e o Centro de Treinamento de Ginástica Artística, realizada na Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional (EEFFTO) da UFMG, destacou também os 10 anos de funcionamento do Centro de Excelência Esportiva (Cenespe), vinculado à unidade.

Estiveram presentes, entre outros, representantes de confederações esportivas, do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e da Assembléia Legislativa de Minas Gerais. Compuseram a mesa o reitor Ronaldo Tadêu Pena, o diretor da Escola de Educação Física, professor Rodolfo Novelino Benda, o coordenador técnico-científico do Cenesp, professor Dietmar Martin Samulski, e o secretário-adjunto de Esportes de Minas Gerais, Rogério Aoki Romero.

Em seu discurso, o reitor parabenizou o Cenesp pelo 10º aniversário e pelas novas dependências, e disse que o crescimento da UFMG se deve ao fato de a instituição crescer junto com suas unidades. A inauguração teve prosseguimento com o descerramento das placas pelos professores Ronaldo Pena e Terezinha Ribeiro Bonfim, e pelo secretário Rogério Romero. As equipes de Ginástica Artística e Olímpica fizeram uma exibição que arrancou aplausos dos convidados. Confira alguns momentos da festa, registrados pelo fotógrafo Foca Lisboa.

UFMG - inauguração ginástica

A programação prosseguiu nas instalações do Núcleo de Esportes de Base – Levantamento de Peso, Tae-kwon-do e Esgrima. O descerramento das placas comemorativas foi feito pelo reitor e por David Monteiro, presidente da Confederação Brasileira de Levantamento de Peso, juntamente com Mestre Lin, presidente da Federação Mineira de Tae-kwon-do.

História
Fundado em 1997, o Centro de Excelência Esportiva está ligado a grandes conquistas brasileiras no esporte. Passaram pelo local medalhistas das equipes de judô e de tae-kwon-do dos Jogos Pan-americanos de 2007, do Rio de Janeiro. O Cenesp é um dos 14 núcleos de excelência espalhados pelo Brasil, e é um dos mais antigos.

O Centro tem como função detectar e promover talentos esportivos, avaliar e dar suporte científico para as comissões técnicas e atletas de seleções. Em contrapartida, ele utiliza as informações para desenvolver pesquisas e gerar novos conhecimentos. O Cenesp tem seis laboratórios, com equipe de 15 professores doutores, que coordenam as atividades de 40 alunos de mestrado. “Grande parte das nossas pesquisas tem como finalidade melhorar o sistema de treinamento esportivo”, destaca o coordenador técnico-científico do Cenesp, Dietmar Martin Samulski.

Núcleos de Base
Os Núcleos de Esporte de Base funcionarão em ginásio de dois andares construído especificamente para oferecer ambiente adequado para a prática e a pesquisa acadêmica em três modalidades olímpicas: tae-kwon-do, esgrima e levantamento de peso.

Erguido com recursos do Ministério dos Esportes, o ginásio terá duas pistas de esgrima, cinco plataformas para levantamento de peso, espaço oficial de lutas de tae-kwon-do (com dimensões de 14mx14m), dois vestiários, depósito e três salas de aula. Não está previsto, porém, ambiente para exibição pública dos treinos e disputas.

O novo Centro de Treinamento de Ginástica terá equipamentos de última geração para preparação e competições oficiais na área. O espaço, que funcionará nas instalações da Escola de Educação Física, Fisioterapia e terapia Ocupacional, foi montado em parceria com a Federação Mineira de Ginástica.

 

 

Leia o texto completo

Atlanta e a caçada que durou 5 anos

Os Jogos Olímpicos de Atlanta foram, de longe, a pior edição que participei. E não foi (apenas) por conta do meu fraco resultado, nem por ver o italiano Emanuele Merisi ficar com o bronze em uma fraca final dos 200m costas, mas também pelo espírito exacerbado de capitalismo puro que foi dado. Começando pela força da Coca Cola em retirar a simbólica olimpíada centenária de Atenas, até ao pouco caso do legado esportivo para a cidade (a piscina virou estacionamento).

EricRudolphPic3

Rudolph não se mostrou arrependido.

Para piorar esta situação toda, lembrei, logo após este atentado em Boston, a bomba no Parque Centenário. Estava em minha primeira e última noite fora da Vila Olímpica (os 200m costas geralmente é disputado no último dia do programa da natação…), quando houve um rebuliço e logo fomos avisados para retornar para a Vila. Apenas no outro dia as informações começaram a chegar com mais clareza e, com isso, uma apreensão geral. No fundo, eu não acreditava que poderia haver mais problemas, mas a segurança falava mais alto.

Ao contrário do rápido desfecho em Boston (ou ao menos muito próximo, ao que tudo indica), Atlanta apresentou primeiro um bode expiatório: Richard Jewell. O coitado foi de condenado a herói (foi um dos primeiros a notar a bomba e começar a evacuar o espaço).

Em 1998, anunciaram o verdadeiro culpado, Eric Robert Rudolph, chegou a ser um dos 10 fugitivos mais procurados nos EUA, com uma recompensa de um milhão de dólares, sendo capturado apenas em 2003.

fernando-scherer-e-e-gustavo-borges-mostram-as-medalhas-conquistadas-por-eles-nos-jogos-olimpicos-de-atlanta-1996-1338411292159_956x500

Scherer e Borges: esta foi a parte boa de Atlanta.

Mas Atlanta também trouxe a experiência única de presenciar amigos ganhando medalhas. Gustavo e Xuxa (e quase o revezamento 4x100m livre), nos deram a alegria de três medalhas. Mas isso é outra história…

Leia o texto completo

Campeã Olímpica correu em Boston

espnw_e_sanders01jr_200

Sanders estava jubilante com seu resultado, mas esta foto foi tirada antes da tragédia.

Além do ex-treinador de Joanna Maranhão, Josemildo Trigueiro, a campeã olímpica em Barcelona 92, Summer Sanders correu a maratona de Boston.

Sanders, 4 medalhas olímpicas na natação, adotou a corrida de rua como seu esporte após abandonar as piscinas. O gosto veio das pré-temporadas, quando correr era uma maneira rápida de voltar ao peso ideal e pegar resistência.

Em Boston, ela fechou a prova em pouco mais 3 horas e meia, antes das fatídicas bombas.

Leia o texto completo

Presentes para Le Clos

leClos

Inacreditável: nem eu acreditei que ganhei de Phelps.

Ao fazer seus 21 aninhos, Chad Le Clos, o surpreendente vencedor dos 200m borboleta em Londres, recebeu um anel de ouro com diamante dos seus pais e o anúncio que a Penguin Books fará uma biografia da sua vida até o momento.

“Unbelievable” (inacreditável) é um nome bem apropriado para a notável carreira do nadador sul-africano. A ideia é retratar os sacrifícios e os momentos inspiradores do atleta.

Leia o texto completo

Cai antigo recorde do algoz de Ricardo Prado

A recente seletiva canadense não produziu resultados muito expressivos. Preocupante, para um país que sempre saiu com medalhas das piscinas olímpicas desde Cidade do México – 1968, com exceção do boicote de 1980 e de Atenas 2004, o que os deve colocar entre os top 10 em números de medalhas (mais de 40).

E uma das mais recentes tradições, o medley, começou com Alex Baumann, ex-recordista mundial e campeão em Los Angeles dos 200 e 400m, esta última prova em cima de Ricardo Prado.

EvanWhite

White saiu com duas medalhas no Festival da Juventude na Austrália.

Baumann detinha um recorde nacional (15 a 17 anos) nos 200m medley desde 1981! Pois o recorde finalmente caiu, após resistir a outro medalhista olímpico, Curtis Myden, pelas braçadas de Evan White, com 2:02.38. O tempo em si, hoje não é nada de excepcional, ainda mais nesta prova que tem tido boa evolução nos últimos anos, mas quem sabe daqui a 3 anos White não coloca o Canadá novamente no topo?

 

Leia o texto completo

Rogério Romero diz Não ao Doping

Natação & Doping

Um exemplo de caráter: consciente de que sabia que existia mas que o sucesso deve ser alcançado por meios corretos, nunca ilícitos.

Leia o texto completo

Raias do Mundo: França, Itália e GP no Arizona

A França foi outro país que realizou seu nacional, seletiva para o Mundial de Barcelona. Jeremy Stravius juntou-se aos medalhistas olímpicos Camille Muffat, Florent Manaudou e Yannick Agnel para as melhores performances, com suas 4 vitórias, uma prata e recorde nos 200m medley.

Muffat saiu com as melhores marcas da temporada nos 200 e 400m livre. Manaudou foi apenas 21 centésimos mais lento que seu ouro olímpico nos 50m livre, comprovando a boa forma, enquanto Agnel deu a Stravius a única prata, nos 200m livre.

Os franceses vem forte nos revezamentos livre masculino.

Jeremy-Stravius-200-IM-Thanking-Crowd1

Stravius: destaque entre os destaques.

A Itália saiu de Londres fechando a lista dos países que subiram ao pódium na natação, com apenas um bronze e fora das piscinas – Martina Grinaldi nos 10km. Os resultados do nacional desta semana dão, mais uma vez, a carga para Federica Pellegrini, que marcou boas marcas da temporada nos 200 e 400m livre (onde Muffat lidera).

Matteo Rivolta deu o único recorde nacional, nos 100m borboleta, com um rápido 51.70.

Assoluti Nuoto Primaverili 2013

Rivolta: ainda melhor que seu bronze no Europeu.

Fechando o giro pelos EUA, que tiveram em Mesa um Grand Prix. A surpresa foi ver um Lochte atipicamente mal. O multi-medalhista olímpico já fala abertamente em ir para a Califórnia, numa tentativa de retornar aos bons resultados.

Katie Ledecky, a surpreendente campeã olímpica nos 800m livre em Londres, teve sucesso nas provas 200, 400 e 800m livre, além de sua melhor marca nos 100m. Outro campeão olímpico, Tyler Clary saiu com 3 ouros (200m costas, borboleta e 400 medley), enquanto a natural de Mesa, Breeja Larson, brilhava nas provas de peito.

ledecky

Ledecky: avisa que ganhei mais uma.

 

 

Leia o texto completo

Foto da semana

Chad Ho é medalhista no Mundial de Roma, em 2009, nos 5km. O sul-africano postou no Twitter a animadora foto da piscina do campeonato nacional!

IMG_1711

Para quem não sabe, verde significa sinal amarelo (ao menos).

 

Leia o texto completo

Workshop dos Jogos Escolares da Juventude

O COB realizou no dia 26 de março, no Parque Aquático Maria Lenk (RJ), um Workshop dos Jogos Escolares da Juventude para os coordenadores técnicos das 14 modalidades que fazem parte do programa esportivo dos jogos em 2013.

COB JEJ

O Workshop contou com palestras de Marcos Vinicius Freire (COB), João Pedro Paes Leme (Organizações Globo), Antonio Rizola (CBV), José Guaresqui (Secretário Adjunto de Esporte do MT), Helcio Oliveira (Colégio Amorim-SP), Antonio Bomfim Ferreira (Comunidade Flamengo-BA).

O objetivo foi alinhar as ações do COB e das Confederações Brasileiras, responsáveis pela parte técnica dos Jogos Escolares da Juventude.

Publicamos no youtube um vídeo sobre o Workshop dos JEJ

 

Leia o texto completo