Monthly Archives março 2020

ADIAMENTO NÃO IMPEDIRÁ ATIRADORA DA GEÓRGIA DE QUEBRAR O RECORDE DE PARTICIPAÇÕES OLÍMPICAS

Publicado em 27/03/2020, aqui

Olimpíada de Tóquio em 2021 não vai impedir que Nino Salukvadze entra para a história olímpica. A atiradora da Geórgia de 51 anos de idade já esta classificada para os Jogos e anunciou que a mudança da data não irá atrapalhar seus planos. Salukvadze irá se tornar a primeira mulher a participar de nove edições dos Jogos Olímpicos.

Atualmente ela divide esta condição com duas outras atletas já aposentadas. Entre homens e mulheres, o recorde de participação olímpica pertence ao canadense Ian Miller do hipismo que durante 40 anos, de 1972 a 2012, esteve em 10 edições dos Jogos Olímpicos. Com nove Olimpíadas, Salukvadze igualará o austríaco Hubert Raudaschi do iatismo e o russo Afanasijs Kuzmins do tiro.

Olimpíada de Tóquio em 2021 não vai impedir que Nino Salukvadze entra para a história olímpica. A atiradora da Geórgia de 51 anos de idade já esta classificada para os Jogos e anunciou que a mudança da data não irá atrapalhar seus planos. Salukvadze irá se tornar a primeira mulher a participar de nove edições dos Jogos Olímpicos.

Analisando os números dos atletas que mais participações olímpicas tiveram encontramos:
1 atleta que esteve em 10 Olimpíadas
2 atletas em 9
10 atletas em 8
31 atletas em 7
131 atletas em 6
515 atletas em 5

Entre os brasileiros, Roberto Schmidt vai fazer história em Tóquio. Será a sua sétima Olimpíada, passando a ser, de forma isolada, o mais olímpico dos atletas brasileiros. Atualmente, ele está empatado com o também iatista Torben Grael, Hugo Hoyama do tênis de mesa e Rodrigo Pessoa do hipismo.

Na natação, o turco Derya Buyukuncu e a sueca Therese Alshammar são os recordistas com seis participações olímpicas. Na natação brasileira, é Rogério Romero com cinco presenças olímpicas.

Para a atiradora Nino Salukvadze será o encerramento de uma carreira impressionante. Natural de Tblisi, na Geórgia, em 1o de fevereiro de 1969, estreou nos Jogos de Seul, em 1988, tinha 19 anos de idade onde ganhou duas medalhas, ouro na pistola de 25 metros e prata na pistola de 10 metros. Em oito Olimpíadas, três medalhas, uma de cada cor.

Nestes oito Jogos, ela representou a União Soviética em 1988, o Time Unificado em 1992, e a partir de 1996, a Geórgia, onde nasceu.

Natalia Padelnia e Nino Salukvadze em Beijing 2008

Na conquista da sua medalha olímpica em 2008, Saalukvadze e a russa Natalia Padelina marcaram um momento muito especial. Rússia e Geórgia estavam em guerra e as duas posaram para os fotógrafos juntas por vários minutos numa bela demonstração do poder do esporte.

Nino Salukvadze além das três medalhas olímpicas ainda acumula na carreira nove medalhas em Campeonatos Mundiais sendo seis ouros, e 12 medalhas no Campeonato Europeu.

Leia o texto completo

Os brasileiros que mais foram competir em Olimpíadas de verão

Robert Scheidt (foto: William West/AFP)

Publicado em 18/02/2020, aqui

Daniel Takata18 de fevereiro de 2020

Na semana passada, o velejador Robert Scheidt foi notícia ao garantir vaga para a Olimpíada de Tóquio. Será sua sétima participação, um recorde entre atletas brasileiros.

Mas, além de Scheidt, quais serão os outros brasileiros com várias participações olímpicas?

Como essa é uma informação que não é imediata e nem é tão fácil encontrar uma lista consolidada e sem erros, trazemos nesse post esse levantamento.

São 18 atletas com cinco ou mais participações em Jogos Olímpicos de Verão. Muitos deles verdadeiras lendas em suas modalidades.

+ Siga o Esportístico no Instagram
+ Curta a página do Esportístico no Facebook
+ Conheça o canal do Esportístico no YouTube

Para ranqueá-los, adotei o seguinte critério: em caso de empate em número de participações, fica na frente o atleta que completou primeiro seu número total de participações.

Confira também o vídeo sobre o tema no canal do Esportístico no YouTube:

E já adiantando: como Robert Scheidt já garantiu vaga em sua sétima Olimpíada (apesar de obviamente ainda não ter disputado-a), ele está na primeira posição do ranking – achei que critério fosse justo para diferenciá-lo entre aqueles que tem seis participações.

(é de se destacar que Formiga, do futebol, e Rodrigo Pessoa, do hipismo, também podem chegar à sua sétima Olimpíada.)

Vamos à lista:

Atletas com cinco participações:

15º lugar (participações em 2000, 2004, 2008, 2012 e 2016):
Daniele Hypólito (ginástica artística)
Fernanda Oliveira (vela)
Murilo Fischer (ciclismo)
Juliana Veloso (saltos ornamentais)

14º lugar (participações em 1996, 2000, 2004, 2008 e 2016):
Álvaro “Doda” de Miranda Neto (hipismo)

13º lugar (participações em 1996, 2000, 2004, 2008 e 2012):
Emanuel Rego (vôlei de praia)

12º lugar (participações em 1992, 1996, 2000, 2004 e 2008):
Fofão (vôlei de quadra)

10º lugar (participações em 1988, 1992, 1996, 2000 e 2004):
Rogerio Romero (natação)
Maurício Lima (vôlei de quadra)

9º lugar (participações em 1980, 1984, 1988, 1992 e 1996):
Oscar Schmidt (basquete)

8º lugar (participações em 1956, 1964, 1968, 1972 e 1992):
Nelson Pessoa (hipismo)

7º lugar (participações em 1960, 1968, 1972, 1976 e 1980):
Reinaldo Conrad (vela)

6º lugar (participações em 1952, 1956, 1960, 1964 e 1968):
João Gonçalves Filho (natação/pólo aquático)

Atletas com seis participações:

5º lugar (participações em 1996, 2000, 2004, 2008, 2012 e 2016):
Formiga (futebol)

3º lugar (participações em 1992, 1996, 2000, 2004, 2008 e 2012):
Hugo Hoyama (tênis de mesa)
Rodrigo Pessoa (hipismo)

2º lugar (participações em 1984, 1988, 1992, 1996, 2000 e 2004):
Torben Grael (vela)

Atleta com seis participações, e com vaga assegurada em sua sétima olimpíada:

1º lugar (participações em 1996, 2000, 2004, 2008, 2012 e 2016, e garantido em 2020):
Robert Scheidt (vela)

Leia o texto completo

KRISTEL KOBRICH A CAMINHO DA SUA QUINTA OLIMPÍADA

A chilena Kristel Kobrich, 34 anos de idade, está classificada para os Jogos Olímpicos de Tóquio onde irá realizar sua quinta Olimpíada. Kobrich ontem nadou no TYR Pro Swim Series e ficou na terceira colocação dos 1500 metros nado livre com 16:22.35. Ela já tinha feito abaixo do índice no Mundial de Gwangju no ano passado com 16:16.26. O índice olímpico é 16:32.04.

Kobrich ainda não tem o índice para os 800 livre e vai nadar a prova no sábado em Des Moines. No ano passado, ela nadou para 8:36.19. O índice olímpico é 8:33.32.

Ela detém os recordes chilenos nas duas provas com 8:26.75 e 15:54.30 tempos alcançados no Mundial de Barcelona em 2013.

Chegando a Tóquio, Kristel Kobrich se tornará a primeira nadadora da América do Sul a chegar a cinco Olimpíadas. Ela se iguala ao brasileiro Rogério Romero, único nadador, que esteve nos Jogos de Seul 1988, Barcelona 1992, Atlanta 1996, Sydney 2000 e Atenas 2004.

Veja a campanha de Kristel Kobrich nas suas quatro Olimpíadas:
Atenas, 2004
Com 19 anos de idade
26o nos 400 livre 4:18.68
15o nos 800 livre 8:40.41

Beijing, 2008
Com 22 anos
20o nos 800 livre 8:34.25
Nos 10K das águas abertas não completou

Londres, 2012
Com 26 anos
24o nos 400 livre 4:12.00
14o nos 800 livre 8:29.55

Rio, 2016
Com 30 anos
24o nos 400 livre 4:16.07
17o nos 800 livre 8:34.34

Publicado em 05/03/2020, aqui

Leia o texto completo