Categoria SEEJ

Seminário Esportivo Regional promovido pela SETES em BH apresenta oportunidades de incentivo fiscal e captação de recursos

Publicado aqui

ASSCOM-SETES

Cerca de 400 pessoas de 250 municípios mineiros participaram de mais uma série de capacitações sobre incentivo fiscais dirigidos ao esporte, no dia 19/02, na Cidade Administrativa, em evento realizado pela Secretaria de Estado de Turismo e Esportes (Setes). O Governo de Minas oferece dois programas de estímulo para que municípios e entidades da sociedade civil desenvolvam e aprimorem atividades esportivas. O ICMS Esportivo repassa a municípios mineiros parte da arrecadação do Estado, enquanto o Minas Olímpica Incentivo ao Esporte (Moie) incentiva projetos por meio de dedução fiscal sobre o ICMS corrente.

Carlaile Lopes veio de Malacacheta, a mais 400 km de Belo Horizonte, para entender melhor o assunto. Ele é diretor esportivo na cidade e fica atento a todas as oportunidades de capacitação sobre o assunto. “Nunca pontuamos no programa e acredito que esse recurso será uma mão certa para nossa cidade. Ela é pequena e os recursos são escassos, por isso essa seria uma grande contribuição. Quero aproveitar ao máximo a capacitação para voltar a Malacacheta e poder contribuir com as ações esportivas por meio desse benefício”, comenta o diretor.

Segundo a legislação estadual, 0,1% de todo o ICMS arrecadado pelo Estado é distribuído aos municípios por suas atividades desportivas, sendo o primeiro passo a criação do Conselho Municipal de Esporte e a comprovação de seu pleno funcionamento. Esse pontapé inicial já foi dado por 450 municípios, que já ativaram seus conselhos.

Segundo o diretor de Fomento e Organização de Políticas Esportivas da Setes, Antônio Eduardo Viana Miranda, desde que o ICMS foi criado, em 2009, o número das cidades que pontuam no programa é crescente. “Em 2009, em sua primeira edição, tivemos 94 cidades. Em 2010, o número subiu para 198, em 2011, 258 e, em 2012, 286”, informou. Essa pontuação resultou na ampliação da oferta e diversificação do esporte, beneficiando mais de 782 mil pessoas. A previsão, explica o diretor, é que as 286 cidades mineiras que executaram as ações em 2012 e comprovaram em 2013 dividam, em 2014, um total estimado de R$ 7,5 milhões. O município que obteve melhor pontuação foi São João Nepomuceno, na Zona da Mata.

Para Alan Valter da Silva, técnico de equipes do judô Águia Branca, de Betim, o foco foi o Minas Olímpica Incentivo ao Esporte. Trata-se de uma ferramenta recente, criada em 2013, na qual é possível que o apoio financeiro, feito por empresas a projetos esportivos aprovados pela Setes, sejam deduzidos do saldo devedor mensal do “ICMS Corrente”, devolvendo o imposto na forma de esportes para a população mineira, alocando o recurso em forma de esportes para a população. O incentivo fiscal disponibilizado é de até 0,05% da receita líquida anual do ICMS que coube ao Estado. Para 2014, a disponibilidade de recursos está estimada em R$ 13 milhões. “Estou aqui para tirar as últimas dúvidas para finalizar três projetos que vem sendo elaborados pela entidade para encaminhar à Setes e, se tudo der certo, conseguir captar os recursos por meio do Minas Olímpica Incentivo ao Esporte”, diz o técnico. Ele conta que, se forem aprovados, os projetos irão melhorar muito o nível técnico dos 80 alunos em nível de competição do Águia Branca. A verba, segundo ele, será para montar uma estrutura física de ponta, com tatames olímpicos, quimonos profissionais e, ainda, para inscrição e custeio de gastos desses competidores em torneios estaduais e nacionais e contração de mais técnicos. “Esse incentivo significará o sonho de uma medalha olímpica a nossos atletas. A força de poder continuar a treinar”.

Até agora, quatro projetos esportivos foram aprovados, sendo um deles o Sul-Americano de Vôlei Masculino, cujo projeto foi apresentado pela Federação Mineira de Voleibol. Já o projeto Esporte por um Mundo Melhor pretende atender 150 crianças e adolescentes, contribuindo para diminuição da evasão escolar e redução da criminalidade no bairro Teixeira Dias, na Região do Barreiro, em Belo Horizonte.

Segundo o secretário adjunto da Setes, Rogério Romero, o objetivo dos dois programas é dar oportunidade aos municípios mineiros e entidades esportivas, de diferentes realidades, o desenvolvimento do esporte mineiro. “Esses são mecanismos que promovem um ganho compartilhado. O Estado pode acompanhar de perto o que vem sendo realizado nas localidades e vê de maneira mais eficiente e direcionada os gastos públicos. O município proporciona mais qualidade de vida aos seus cidadãos e podem descobrir novos talentos e, mais que isso, apoiá-los. Já as empresas têm a oportunidade de atender um compromisso social”, explicou Romero.

As capacitações são gratuitas e já aconteceram em Pirapora, Paracatu, Uberaba, Oliveira, Itajubá, Santos Dumont e Ipatinga. A próxima será em Patos de Minas (20) e, em seguida, Teófilo Otoni, ainda sem data definida para ser realizada, mas com pré-inscrição já aberta. Ao todo, estima-se que os seminários capacitem 900 profissionais ligados ao esporte.

As inscrições de projetos esportivos para o edital Nº 02/2013 do Moie podem ser feitas até dia 28 de março de 2014. Mais informações poderão ser obtidas pelo e- mail incentivo@esportes.mg.gov.br.

Matéria: Aline Pereira/Setes MG

Leia o texto completo

6º Salão Mineiro do Turismo traz nomes do cenário turístico nacional

Publicado em 27/02/2014, aqui

O 6º Salão Mineiro do Turismo, que acontecerá no Minascentro, nos dias 14 e 15 de março, tem o objetivo de promover e incentivar a comercialização e a divulgação dos destinos turísticos de Minas Gerais. É também uma oportunidade para troca de conhecimento, comercialização de produtos, capacitação e promoção dos roteiros turísticos de todas as regiões do estado. A realização do salão tem parceria do Sebrae e apoio da Fecomércio, Inhotim, Fiemg, Instituto Estrada Real, Fecitur, Associação das Cidades Históricas, Belotur, Circuito Cultural Praça da Liberdade, Ministério do Turismo e Prefeitura de Belo Horizonte.

Um dos destaques do evento é o Salão do Conhecimento, do qual participam nomes de grande peso no cenário turístico nacional.  Importantes temas sobre mercado, inovação, oportunidades e tendências do setor serão discutidos nos dois dias do evento, por meio de palestras, debates e rodadas de negócios. Capacitação e qualificação profissional dos profissionais e estudantes de turismo, bem como do público interessado no setor, são focos de interesse desta edição do salão. Serão abordados os temas hotelaria, economia criativa, segmentos do turismo, como turismo religioso e de aventura, além das tendências do turismo e cooperação internacional. Já estão confirmadas as seguintes palestras:

 

TEMA PALESTRANTE DATA HORÁRIO
Economia criativa Cláudia Leitão

Ex-secretária de Economia Criativa do Ministério da Cultura

 

14/03 14h-15h
Programa de captação e recepção de equipes estrangeiras – Olimpíadas 2016

 

Rogério Romero

Secretário de Estado Adjunto de Turismo e Esportes

14/03 15h-16h
Perspectiva da hotelaria mineira Maarten Van Sluys

Jornalista e administrador hoteleiro.

14/03 16h-17h
Mercado do turismo religioso: oportunidades para Minas Gerais Amadeu Castanho

Keris Comunicação Editorial

 

14/03 17h-18h
Tecnologia de ponta na hotelaria: suportes para ampliação de comercialização Vinicius Geraldo

Diretor da HS Latam Tecnologia em Soluções Hoteleiras Latino-America

14/03 18h-19h
Tendências do turismo – Mercado internacional Jeanine Pires

Consultora de turismo

15/03 10h-11h
Turismo de aventura Família Muller

Pioneiros no segmento de aventura em família pelo Brasil e pelo mundo.

15/03 11h-12h
Cooperação internacional e turismo Felipe Arruda

Gerente de projetos de artes do British Council

15/03 12h-13h

 

As palestras acontecerão nos dois dias do evento.

Leia o texto completo

Seminário do Sebrae sobre incentivo ao esporte em Minas Gerais

Publicado em 27/02/2014, aqui

Na última segunda-feira (24), a Aciub recebeu o Seminário de Sensibilização do Programa Minas 2016. O secretário de Estado Adjunto de Turismo e Esportes, Rogério Romero, apresentou o programa de fomento à prática esportiva no estado de Minas Gerais, em que os apoiadores incentivam financeiramente projetos esportivos aprovados pela Secretaria de Estado de Turismo e Esportes. Para mais informações sobre o programa, visite www.incentivo.esportes.mg.gov.br. O seminário também contou com a apresentação do programa de capacitação de fornecedores oferecido pelo Sebrae, em que Fabiana Ribeiro, analista do Sebrae, explicou o processo de aprimoramento técnico e gerencial das micro e pequenas empresas por meio de capacitação e consultorias. Após as duas apresentações, houve um debate com participação de Marise Xavier, gerente da Indústria do Sebrae Minas; Álvaro Cotta, presidente da Federação Mineira de Basquete; Gustavo Lara, gestor de esportes do colégio Magnum de Belo Horizonte e Rogério Romero. O evento aconteceu em parceria com o Sebrae, Minas Olímpica e com o Governo de Minas.

Leia o texto completo

Setes mobiliza interessados no hóquei para receber delegação britânica e desenvolver modalidade em Minas

Publicado em 27/02/2014, aqui

reuniao_hoquei

Interessados no desenvolvimento do hóquei em Minas Gerais participaram de uma reunião promovida pela Secretaria de Estado de Turismo e Esportes (Setes) sobre parcerias e infraestrutura adequada para prática da modalidade no estado, na manhã desta quinta-feira (27). A iniciativa é fruto da confirmação de Minas Gerais como sede de treinamento da Associação Olimpíca Britânica para os Jogos Rio 2016. Dentre outros esportes, os britânicos pretendem trazer o hóquei sobre grama.

O secretário de Estado Adjunto de Turismo e Esportes, Rogério Romero, fala do desafio de apresentar um esporte ainda pouco difundido no estado, sem federação ou associação, o que dificulta o processo.

“Trata-se de uma corrida contra o tempo, pois temos que mobilizar e sensibilizar profissionais e parceiros e estudar um espaço para a construção do campo, que deve ser específico para a prática do esporte, atendendo às necessidades técnicas da delegação Britânica”, informou o secretário.

O ex-jogador argentino Eduardo Righi, hoje treinador e coordenador do torneio intercolegial indoor no estado do Rio de Janeiro, destacou o privilégio do estado nesse contexto. “Minas Gerais tem uma mina de ouro nas mãos. É preciso aproveitar esse momento para fomentar o esporte no estado. Isso é muito bom e estou disposto a contribuir”, adiantou. Como técnico da Seleção Brasileira Masculina de Hóquei na década passada, Righi garantiu ao país o 5º lugar no Pan Americano de 2002, em Maryland , no Estados Unidos – a melhor colocação na história da equipe.

Segundo o Comitê Organizador das Olimpíadas e Paralimpíadas Rio 2016™, não há hoje no Brasil centros de treinamento que atendam aos padrões estabelecidos para o treinamento oficial da modalidade Olimpíca do Hóquei sobre grama. Minas Gerais quer se tornar referência na modalidade, construindo um espaço para receber os britânicos e fortalecendo o esporte ao disseminar nas escolas mineiras a prática esportiva.

Matéria: Aline Pereira/Setes MG

Leia o texto completo

Delegação olímpica de canoagem destaca Minas como melhor local já visitado para treinos

Publicado em 13/02/2014, aqui

3308

Há muitos anos o esporte une o estado de Minas Gerais e o Reino Unido. Na Copa do Mundo da FIFA de 1950, a seleção da Inglaterra se hospedou em Nova Lima e protagonizou um jogo histórico no gramado do  Independência. No próximo dia 24 de junho, às 13h, a seleção inglesa volta ao solo mineiro para enfrentar a Costa Rica, no Mineirão, na segunda edição do Mundial no Brasil. E a parceria continua até pelo menos 2016. Nesta quinta-feira (13), a delegação olímpica de canoagem do Reino Unido não poupou elogios à dependência do Minas Náutico, em Nova Lima, escolhida pelos britânicos como sua base de treinamento nos Jogos Olímpicos Rio 2016.

Atualmente, Minas Gerais oferece a melhor estrutura para a prática de canoagem em relação a centros de treinamento da Europa, África e Austrália. Essa foi a constatação do diretor de performance da delegação olímpica do Reino Unido, John Anderson, em coletiva realizada nesta manhã, na Lagoa dos Ingleses, em Nova Lima, local onde o grupo se prepara para os Jogos Olímpicos Rio 2016. A delegação, formada por 23 profissionais, fica em Minas Gerais até o dia 23 de fevereiro. É formada por 11 membros da comissão técnica e 12 atletas, entre eles os medalhistas nas Olimpíadas de Londres, em 2012, Ed McKeever (ouro) e Liam Heath (bronze).

Minas Gerais saiu na frente e é o primeiro estado brasileiro a receber uma delegação olímpica para iniciar os treinos oficiais preparatórios para as Olimpíadas do Rio 2016.

Durante o encontro, organizado pela Secretaria de Estado de Turismo e Esportes (Setes) e pelo Minas Tênis Clube,  John Anderson destacou os diferenciais mineiros que fizeram com que o estado fosse o escolhido. Ele veio quatro vezes ao Brasil para analisar, junto com outros membros da equipe técnica, opções de infraestrutura em diferentes localidades e conta que, ao conhecer Belo Horizonte e as instalações do Minas Náutico, na Lagoa dos Ingleses, ficou impressionado com a cidade e com as instalações do Centro de Treinamento. “Depois de visitar Austrália, África do Sul e muitos países europeus, tive quase que imediatamente a certeza que era aqui que ficaríamos. É o melhor lugar visto nos últimos 20 anos”, relata.

Um dos primeiros critérios analisados pelo grupo foi a qualidade da água, que por aqui foi encontrada limpa e clara. O vento não muito forte e a temperatura amena encontrados na Lagoa dos Ingleses também foram outras características que atraíram os britânicos. “O lago é absolutamente perfeito e, com as outras visitas, fui me familiarizando com as pessoas e local”, relembra o diretor no processo de adaptação do espaço.

As condições climáticas encontradas em terras mineiras, explica Anderson, são favoráveis e otimizam os resultados nos trabalhos. “Como é inverno agora em meu país, precisamos sair para outros lugares para treinar. Antes, íamos para Austrália e África. Uma vez que escolhemos Nova Lima como base, pretendemos ficar nessa época no Brasil. Quando saí do Reino Unido a temperatura era de -3 graus, com vento e neve”, conta. Para felicidade dos ingleses, o clima tropical faz com que o ritmo de treino seja mais intenso e, por aqui, eles conseguem treinar 3 x por dia. “Lá não conseguiríamos realizar nem mal um treino completo. Aqui o ambiente ideal. É maravilhoso”, justifica o diretor sobre a decisão de ficar em Minas Gerais.

A infraestrutura da academia oferecida pelo Minas Tênis Clube, a comida e as acomodações  também motivaram a escolha por Minas Gerais. O medalhista Ed McKeever (ouro) reiterou os critérios para a escolha de Minas Gerais. Além da qualidade do lago e da infraestrutura, o atleta olímpico destaca a hospitalidade do povo mineiro como a principal referência encontrada. “As pessoas são amigáveis, acolhedoras e têm ótimo bom-humor”, comenta.

Ao pensar no legado a ser deixado por esses grandes eventos esportivos, o secretário de Estado de Turismo e Esportes (Setes), Tiago Lacerda, reforça que  “devemos aproveitá-los nesse processo de promoção internacional de Minas Gerais e consolidar uma ação continuada para mostrar ao mundo as nossas riquezas e capacidades, além de desenvolver políticas públicas de desenvolvimento dos nossos atletas”, afirma o secretário.

Para o secretário de Estado Adjunto de Turismo e Esportes, Rogério Romero, outro benefício está relacionado ao intercâmbio técnico-administrativo. “No caso da delegação de canoagem, a 3ª potência mundial, podemos aproveitar de sua expertise para agregar valor aos trabalhos desenvolvidos no estado”.

A previsão é que o grupo retorne a Minas Gerais em fevereiro de 2015, quando ficam por um mês. No ano seguinte, desembarcam novamente em terras mineiras em fevereiro, para ficar por igual período, e depois em junho, há duas semanas dos Jogos Olímpicos.

Acordo. Minas Gerais foi o primeiro estado do Brasil a assinar protocolo de intenções com um comitê olímpico estrangeiro para ser local de preparação para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016. Em outubro de 2013, o governador Antonio Anastasia assinou, no Minas Tênis Clube, em Belo Horizonte, protocolo de intenções com a British Olympic Association (BOA) – Associação Olímpica Britânica – para que delegações de diversas modalidades olímpicas da Grã-Bretanha possam se preparar em Minas Gerais para os jogos em 2016.

O protocolo de intenções prevê a formação de um grupo de trabalho entre o Governo de Minas, a Prefeitura de Belo Horizonte e os Centros de Treinamento selecionados para prestar assessoria ao Comitê Olímpico Britânico enquanto estiverem em Minas Gerais. O acordo também prevê foco especial em áreas como esportes e atividades físicas, amplo legado social, incluindo educação, legado econômico e na área de ligações de educação e universidades, além de outras áreas nas quais os participantes possam trocar experiências.

A escolha das instalações esportivas do Minas Tênis Clube, do Centro de Treinamento Esportivo da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e do Clube Mineiro de Caçadores (CMC) de Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), como locais de preparação dos atletas britânicos foi fruto de uma série de negociações.

Canoagem em Minas. O estado tem hoje 200 competidores de canoagem, paracanoagem e rafting, que juntos, colocam o estado entre os cinco primeiros em número de atletas inscritos em provas dessa natureza.

Segundo o presidente da Federação Mineira de Canoagem, Helmer Nogueira, 50% dessa parcela se encontra nas cidades de Buritizeiro, Governador Valadares, Lavras, Muzambinho e Pirapora, polos celeireiros de grandes atletas. “Na atualidade temos cerca de oito canoístas entre  as melhores  colocações  nacionais de  descida como Alexandre  Toso , Willian Douglas , Pablo Gusmão, Zdzlaw Reis”, informa o presidente.

Do passado, o atleta que marcou história por aqui foi o argentino naturalizado brasileiro Sebastian Cuattrin.  Ele participou de  três  olimpíadas e Pan americanos e Sul americanos , chegando a conquistar, centenas de títulos. Hoje ele é treinador e diretor  da  canoagem e velocidade  nacional  e coordenador  da canoagem para  as Olimpíadas do Rio    2016. Considerado o maior canoísta do nosso país, ele começou a treinar em Governador Valadares quando tinha 13 anos.

Sobre o número de amantes desse esporte radical, que praticam a modalidade apenas por hobby, o presidente da federação diz que os números passam da casa dos mil.

Parte disso se explica por Minas Gerais ser considerada a caixa d’água do Brasil e possuir 8,3% de rios e lagos naturais e artificiais e 17 bacias hidrográficas federais. “Nossas águas são propícias e ideais.Oferecem todos os  níveis e classe de rios e mananciais como lagos e lagoas que favorecem inúmeras modalidades incluídas na canoagem. Provas de velocidade, de rodeio, futebol de caiaque, de descida, slalom,paracanoagem e canoa havaiana são algumas delas”, justifica Helmer sobre  importância de Minas no cenário esportivo de canoagem.

Para Helmer, a vinda da seleção britânica, uma das melhores do mundo, trará visibilidade internacional e poderá fazer com outras equipes se interessem pelos rios mineiros. Um convite para que diferentes nacionalidades conheçam outros espaços com grande característica de canoagem olímpica e com infraestrutura necessária para receber uma equipe internacional. Uma delas, sugerida pelo presidente é a Lagoa do Bispo, no Parque Estadual Dom Elvécio, situada entre os municípios de Timoteo, Dionísio e Marliéria. Trata-se da maior lagoa do Parque Estadual do Rio Doce com 700 hectares de espelho d’água, profundidade de 32 m e 6 km2 de área.

Leia o texto completo

Lagoa dos Ingleses recebe equipe britânica de canoagem

Publicado em 06/02/2014, aqui

A delegação oficial de canoagem da Grã-Bretanha chegou a Minas Gerais para treinar nas dependências do Minas Tênis  Náutico Clube, no Alphaville, em Nova Lima, onde deve ficar até dia 23 de fevereiro. Essa é uma das muitas visitas que a equipe britânica fará por aqui antes de vir definitivamente – escolheu o condomínio Lagoa dos Ingleses para treinar – na época das Olimpíadas do Rio de Janeiro, em 2016.

Entre os atletas que participam dos treinamentos no Alphaville estão o medalhista de ouro nos Jogos de Londres de 2012, Ed McKeever, e o dono do bronze na mesma olimpíada, Liam Heath. Além deles, podem ser vistos por aqui Richard Jefferies, Kristian Reeves, Lani Belcher, Angela Hannah, Louisa Sawers, Hayleigh Mason, Hannah Brown, Rachel Cawthorn, Jess Walker e Coral Burkill. Da comissão técnica, estão no Minas Náutico John Anderson, Alan Williams, Scott Gardner, Dawn Keall, Michael Mazonowicz, Alex Nikonorov, Ginny Coyles, Jonathan Smith, Michael Knott e Paul Darby-Dowman.

Entre entre as vantagens encontradas durante a estadia em terras mineiras, os britânicos encontraram a facilidade de acesso ao local dos treinos, uma vez que a comitiva está hospedada ao lado do Minas Náutico. O clima foi outro fator que agradou a todos. “Normalmente é muito frio no Reino Unido nesta época, chega a nevar. Aqui não. Está calor e muito adequado para os treinos”, destaca a canoísta Coral Burkill.

Para Rogério Romero, secretário de estado adjunto de Turismo e Esportes, a presença da delegação britânica em Minas traz benefícios para o esporte mineiro: “Temos aqui medalhistas olímpicos de um esporte com potencial de se desenvolver ainda mais em nosso estado. A expectativa é de que os jovens, percebendo a presença de atletas reconhecidos mundialmente, busquem a prática esportiva nas mais diversas modalidades e se inspirem nos exemplos de sucesso que estarão por aqui se preparando para os jogos do Rio”.

Minas Gerais foi o primeiro estado do Brasil a ser escolhido por uma delegação esportiva como local de preparação para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Rio de Janeiro, em 2016. Em 2013, o governador Antonio Anastasia assinou, no Minas Tênis Clube, em Belo Horizonte, protocolo de intenções com a British Olympic Association – Comitê Olímpico Britânico – para que as equipes olímpicas da Grã-Bretanha possam se preparar por aqui, para as duas competições.

A escolha das instalações esportivas do Minas Tênis Clube, do Centro de Treinamento Esportivo da Universidade Federal de Minas Gerais e do Clube Mineiro de Caçadores de Santa Luzia, na região metropolitana de Belo Horizonte, como locais de preparação dos atletas britânicos foi fruto de uma série de negociações.

Leia o texto completo

VII Jornada Científica

Publicado em 29/01/2014, aqui

IMG_2446

Nesta quarta-feira, dia 29 de janeiro, as Gerências de Esporte, Educação e Saúde do Minas Tênis Clube deram início à sétima edição da Jornada Científica, que terá como tema “Uma visão transdisciplinar na identificação do atleta de alto rendimento”. As palestras são realizadas no Salão de Festas do Centro de Facilidades da Unidade I.

A abertura do evento contou com a presença do presidente do Minas, Luiz Gustavo Lage; do superintendente do Clube, Marcos Jerry; além de diretores e gerentes. A VII Jornada Científica contará ainda com mesas redondas, palestras e workshops. O evento terá a presença de importantes profissionais da área, além da participação do secretário-adjunto de Estado de Esportes, Rogério Romero.

O presidente Luiz Gustavo Lage mandou o recado aos participantes do evento. “Temos grandes desafios, e aprendi, nas quadras, enquanto ainda era jogador, a encarar grandes desafios. Quero fazer o Minas viver os melhores três anos da história. Temos que atingir as metas e contamos com uma equipe de profissionais capacitados e que ama o que faz”.

Realizada anualmente, a Jornada Científica  tornou-se um evento tradicional do calendário das áreas de Esporte, Educação e Saúde do Minas, que visa capacitar os profissionais que atuam no desenvolvimento dos alunos e atletas, além de promover a troca de experiências entre os participantes.

Leia o texto completo

Balanço do trabalho de Eros Biondini a frente da SEEJ aponta 2013 como o ano dos esportes em Minas

Publicado em 03/01/14, aqui

138876699153636900

O Deputado Federal Eros Biondini, realizou na Secretaria de Estado de Esportes e da Juventude (Seej), uma entrevista coletiva em que apresentou o balanço anual das ações desenvolvidas no ano de 2013, período em que esteve à freente da Pasta.

Na oportunidade, o secretário da Seej, Eros Biondini, reuniu a imprensa, ao lado do secretário de Estado Adjunto de Esportes e da Juventude, Rogério Romero, do subsecretário de Estado de Esportes, Adenilson Sousa, do subsecretário de Estado de Políticas Sobre Drogas, Cloves Benevides, pela Subsecretaria de Estado de Juventude, do superintendente de Inclusão do Jovem, Rafael Dayrell, e do diretor geral da Ademg, Ricardo Raso.

De acordo com Biondini, 2013 foi singular para a área de esportes e da juventude. “Entre os fatos que podemos destacar neste ano, está o sediamento das três mais importantes competições internacional de voleibol masculino em nosso estado: o Sul-Americano, o Mundial Sub-15 e o Mundial de Clubes. Além disso, todas as outras modalidades tiveram uma atenção especial neste ano, principalmente através de convênios celebrados junto às federações”, comentou.

Eros ressaltou, também, o crescimento nas duas principais competições esportivas mineiras. “Em 2013, os Jogos de Minas novamente tiveram como carro-chefe o incentivo ao esporte de rendimento. No JEMG, mais de 80% dos municípios aderiram e a expectativa é de que alcancemos a marca de 800 cidades no evento”, enfatizou.

Ainda dentro das ações do esporte, o secretário falou do sucesso do Geração Saúde, que busca junto aos jovens a prevenção dos problemas decorrentes da obesidade através da atividade física. Novidades em outros dois programas também foram abordadas por Biondini. “A nova lei do Bolsa-técnico e do Bolsa-atleta vem para oferecer condições para o trabalho e o desenvolvimento daqueles que constroem o esporte mineiro. Também importante para o Estado, a nova Lei de Incentivo ao Esporte agora busca no ICMS corrente recursos para desenvolvimento de projetos”, explicou.

O papel das subsecretarias de Juventude e Políticas Sobre Drogas foi outro ponto evidenciado pelo secretário, ao longo de sua apresentação. “Na Juventude, o marco de 2013 foi o lançamento do Observatório da Juventude, site que levará todas as informações da área aos cidadãos. Já nas Políticas Sobre Drogas, tivemos a ampliação no número de dependentes atendidos nas comunidades terapêuticas”, lembrou.

Futuro político

Conforme já era previsto, o parlamentar mineiro retorna em 2014 às atividades da Câmara e deverá se licenciar para concorrer a uma vaga no Senado, a reeleição na Câmara Federal ou ainda, aceitar o convite para composição de uma chapa para concorrer ao Governo de Minas como candidato a Vice Governador.

Leia o texto completo

Arena do Jacaré passa a ser gerida pela Prefeitura de Sete Lagoas

Publicado em 30/12/13, aqui

arena jacare

THIAGO NOGUEIRA
@SUPER_FC

A Arena do Jacaré, em Sete Lagoas, passa a ser administrada pela prefeitura da cidade. O convênio de cooperação técnica que transferiu a gestão, o uso e a manutenção do estádio da Administração dos Estádios de Minas Gerais (Ademg) para os gestores locais foi publicado no diário oficial “Minas Gerais” no último dia 27.

 O acordo é válido por três anos e foi assinado pelo secretário de Estado de Esportes e da Juventude (Seej), Eros Biondini, o secretário adjunto, Rogério Romero, o diretor geral da Ademg, Ricardo Raso, e o secretário municipal de Esportes e Lazer de Sete Lagoas, César Maciel.

Dono do estádio, o Democrata concordou com a mudança. Em 2010, o clube tinha cedido o local em comodato para que o Estado reformasse o espaço para jogos de Atlético, Cruzeiro e América no período de obras no Independência e no Mineirão. Remodelado, a arena foi reinaugurada com capacidade para 18.870 pessoas.

Com a mais recente reestruturação administrativa do Estado, a Ademg foi extinta. A nova Setes (Secretaria de Estado de Turismo e Esporte) sucederá a Ademg nos contratos e convênios celebrados e nos demais direitos e obrigações. A Secretaria de Estado Extraordinária da Copa do Mundo (Secopa-MG) também deixa de existir e vira uma coordenadoria especial dentro da Setes com validade até dezembro de 2014.

Leia o texto completo

Concluído 1º Programa de capacitação de fornecedores da cadeia produtiva do esporte

Publicado em 25/11/2013, aqui

SEEJ_e_SEBRAE_1º_programa_de_capacitação

Foi realizada na última sexta-feira (22/11), a entrega dos certificados para as entidades que concluíram o Programa de Capacitação de Fornecedores da Cadeia Produtiva do Esporte, promovido pela Secretaria de Estado de Esportes e da Juventude (SEEJ), em parceria com o Sebrae. A cerimônia aconteceu durante o Seminário de Gestão do Esporte Mineiro, no auditório do BDMG, e contou com a presença do secretário Adjunto de Esportes e da Juventude, Rogério Romero e da gerente da Indústria do Sebrae Minas, Marise Xavier. A expectativa é que, em 2014, seja iniciada a segunda turma de capacitação de fornecedores da cadeia produtiva do esporte, bem como novas rodadas de negócios e missões empresariais.

Quatorze entidades receberam os certificados por terem atingido o mínimo de 75% de frequência, nos módulos de instrutorias e consultorias, durante os anos de 2012 e 2013. São elas: Federação Mineira de Futebol de Salão; Neo Confecções; Federação Mineira de Handebol; Sociedade Agostiniana (Colégio Magnum); Panda Promoções e Eventos; Federação Mineira de Basketball; Academia Sá Djá; Academia Mineira de Tênis; Associação Atlética Banco do Brasil (AABB); América Futebol Clube; Associação e Consultoria em Esportes e Eventos (ACE); Federação Mineira de Voleibol; Tênis para Todos; Associação Esportiva Social Ermelinda Vital (AESEV). Outras seis – Federação Mineira de Judô; Federação Mineira de Arco e Flecha;  Federação Aquática Mineira; Associação Mineira de Vela Adaptada, Clã Delfos; Mackenzie Esporte Clube- também participaram da capacitação.

O programa

Com público-alvo de representantes de federações, associações, clubes e empresas mineiras com atuação nas modalidades prioritárias do esporte de rendimento em Minas Gerais, o programa contempla 192 horas de instrutoria e 68 horas de consultoria nos seguintes módulos: Indicadores de desempenho e gestão empresarial; Gestão de Marketing; Gestão Financeira; Gestão de pessoas; Gestão de processos; Habilidades gerenciais; Técnicas de negociação; Marketing esportivo.

Além da capacitação de fornecedores, desde 2012, a SEEJ e o Sebrae promoveram diversas ações para as entidades que aderiram ao Programa de Fomento à Cadeia Produtiva do Esporte. Dentre as iniciativas, merecem destaque as rodadas de negócios/captação de recursos e a primeira missão empresarial internacional do setor esportivo, que contou com a presença de cinco empresas durante a Conferência da EASM 2013, em Istambul/Turquia. Além disso, foi realizado o diagnóstico da cadeia produtiva dos esportes de alto rendimento pela Fundação João Pinheiro, que será divulgado em breve.

Matéria: Flávia Braga

Leia o texto completo