Rapidinhas!

  • E Rodrigo Castro já estava de pé depois da cirurgia de apendicite! Isto que é recuperação rápida. Foi lá comemorar o título do Minas;
  • O novo bloco de partida, alvo de críticas de alguns atletas, é um genérico dos importados. Em preparação para as olimpíadas do Rio 2016, será que o país que consegue pegar petróleo no fundo do mar, não dá conta de fazer algo melhor?
  • Será que é necessário tantos dias assim de competição? Uma embrionária associação de atletas começa a se perguntar…
  • O casal Fabíola Molina e Diogo Yabe (este eu tenho certeza) procuram um novo local para treinar com vistas ao Pan. Flórida é sempre uma opção.
  • Quem viu o Minas dois meses atrás, em crise após mandar embora seu técnico principal, não imaginava que demoraria tanto para encontrar um substituto. Pois o final do ciclo olímpico já começou e achar um técnico estrangeiro (é a intenção) que dê conta de time grande com a cultura brasileira, não é tarefa fácil.

Fabíola e Diogo, em um descontráido churrasco


Este texto foi originalmente publicado no site do iG (colunistas.ig.com.br/rogerioromero

Leia o texto completo

Longa espera

Demorou, mas o Minas Tênis Clube acabou com a hegemonia do Pinheiros Esporte Clube no Troféu José Finkel.

Com um orçamento robusto, graças a uma parceria inédita plurianual com a Fiat, o clube mineiro pode fortalecer sua equipe e comemorar após oito conquistas do clube paulista.

Se a pontuação sugere uma vida fácil, a transação contínua dos nadadores diz o contrário. Atletas que estão hoje aqui, facilmente trocam de camisa e, tal qual no futebol, está difícil de dizer por quem estão competindo, e até aonde (existem muitos globalizados…).

Mas voltando ao título, pessoalmente não posso esconder que foi uma alegria ver este clube que me recebeu de braços abertos vencer novamente.

Segue uma foto e um vídeo deste minastenista disfarçado de blogueiro.

sim, estou contente


Este texto foi originalmente publicado no site do iG (colunistas.ig.com.br/rogerioromero

Leia o texto completo

ooops

Pois é, nem comecei e já levei um puxão de orelhas por ter um grande erro no meu primeiro post.

Fabiana Beltrame não é treinada pelo seu marido, mas sim por José Oyarzabal.

Segue uma foto para acabar com as dúvidas.

Daqui a pouco falo um pouco do Finkel.

O da esquerda é o técnico, à direita Gibran Cunha


Este texto foi originalmente publicado no site do iG (colunistas.ig.com.br/rogerioromero

Leia o texto completo

Eu tenho a força

Pois é, o que mais me impressionou no José Finkel foi ver os atletas após as provas: um mais forte que o outro! Certamente o biotipo da natação mundial mudou nestes últimos anos, todos estão mais altos, mais fortes e mais rápidos.

Foi-se o tempo onde a técnica prevalecia. Hoje, além dela, força é fundamental. Os nadadores (e nadadoras) ganham provas com suas saídas e viradas, onde a explosão conta muito.

Da minha parte, ainda gosto de uma prova bem técnica e acredito que alguns atletas possam surpreender mesmo não sendo os mais fortes. Abaixo foto de alguns dos maiores nadadores de todos os tempos.

Sullivan, Lochte, Phelps e Hackett – todos foram ou são recordistas mundiais


Este texto foi originalmente publicado no site do iG (colunistas.ig.com.br/rogerioromero

Leia o texto completo

Troféu José Finkel

O Troféu nasceu como uma homenagem, mas já está em sua 40a. edição! Antes era fácil de saber: brasileiro de inverno, em piscina curta (25m – semi-olímpica). Agora, o Finkel já passou para final do ano, piscina olímpica, ou seja, até para acompanhar os recordes, ficou complicado.

Você sabe quem foi José Finkel?

Isso nasceu um pouco por conta do maior número de competições internacionais. Se até a década de 90 tínhamos apenas Olimpíada, Mundial e Pan a cada 4 anos. Hoje existem Mundiais todo ano, além de uma disputa de medalhas que incluem medalhas não olímpicas em piscina semi-olímpica. Como se não bastasse, Mundial Júnior, Mundial Militar, Mundial Máster, circuito de Copas do Mundo.

Com isso, a elite programa seu treinamento de modo a atingir sua melhor performance em determinadas competições. Certamente, em um ano com Pan e Mundial, o Finkel não é prioridade para os melhores atletas. Não é por acaso que não estamos vendo recordes caindo nem índices sendo conquistados.

Mas o que me impressionou, então? Aguarde o próximo post…


Este texto foi originalmente publicado no site do iG (colunistas.ig.com.br/rogerioromero

Leia o texto completo

Apendicite

É, vida de atleta não é fácil. Você treina, treina e quando vai para uma competição importante e… fica doente! Aconteceu com o mineiro Rodrigo Castro, que foi ao hospital e fez a cirurgia para apendicite. Já está com sua família se recuperando e torcendo para a quase inevitável vitória do Minas Tênis Clube, que depois de 13 anos vai conquistar os dois maiores campeonatos de natação do país.

Boa recuperação: Rodrigo e seus gêmeos


Este texto foi originalmente publicado no site do iG (colunistas.ig.com.br/rogerioromero

Leia o texto completo

No ar (ou na água?)

Olá a todos, este vai ser meu espaço nos próximos dias.

Como estou fora do mundo da natação desde 2004, espero uma boa interação e compreensão de todos. Na minha época, não existia maiôs tão tecnológicos nem blocos gigantes, então vou tentar me atualizar.

E esta é uma boa ápoca para o esporte, em especial para as mulheres. Nesta semana, com as medalhas inéditas das Fabianas (Murer e Beltrame), ambas com marido/técnico, me leva a pensar que se o Mundial de Natação fosse agora a Poliana Okimoto teria apenas que mudar de nome para conquistar o ouro, afinal também tem um técnico/marido (Rodrigo Cintra)! Que venha Londres…

O Troféu José Finkel está sendo aqui em Belo Horizonte, então vou aproveitar este fim de semana para falar um pouco sobre esta competição. Aguardem.

Abraço a todos.

Mais um casal dourado?


Este texto foi originalmente publicado no site do iG (colunistas.ig.com.br/rogerioromero

Leia o texto completo