Categorias
Clipping Minas Tênis Clube

Encontro com o presidente

Publicado em 07/10/15, aqui

2B4B1094-685x456

Nesta quarta-feira (7/10), o presidente do Minas Tênis Clube, Luiz Gustavo Lage, recebeu atletas e técnicos da Ginástica Artística, no Minas I. Participaram também do encontro o diretor de Ginástica Artística e Trampolim Ricardo Assis Fonseca; Rogério Romero, gerente de Esportes do Minas; e Edmara Colombo, chefe do departamento de Ginástica Artística e Trampolim.

No encontro, que contou com vários atletas medalhistas das categorias de base da ginástica artística, foram discutidos assuntos como as provas disputadas pelas equipes minastenistas até outubro de 2015, as conquistas dos ginastas do Clube e a expectativa para o calendário de provas de 2016. Ricardo Assis Fonseca comemorou a oportunidade de poder mostrar os resultados dos jovens competidores. “Para nós, é uma satisfação muito grande poder mostrar nossos resultados, que, na ginástica, não são fáceis de conquistar. O nosso grupo de atletas brilhou, e o nosso corpo técnico pôde concentrar a nata do esporte. Nossas equipes estão em uma evolução muito grande”, comentou o diretor de Ginástica Artística e Trampolim.

Os recentes resultados alcançados pelos atletas da Sitran/Minas também foram comemorados pela comissão técnica. No Campeonato Brasileiro de ginástica artística Infantil, realizado no Minas Tênis Clube, entre os dias 3 e 6 de setembro, Camila Almeida ficou com o quarto lugar no individual geral. Na competição por equipes, as jovens ginastas da Sitran/Minas conquistaram o bronze. No individual por aparelhos, Júlia Gonçalves ficou com o bronze no salto; Letícia da Silva terminou em sexto lugar nas paralelas; e Camila Almeida conquistou bronze no solo e na trave. No masculino, categoria Sub-12, Gustavo Pereira ficou em quarto lugar no individual geral, e Lucas de Souza conquistou a prata no individual geral da categoria Sub-14. Também no Sub-14, Mateus da Silva ficou em quarto. Na competição por equipes, a Sitran/Minas foi a grande vencedora. No individual por aparelhos, Lucas Souza faturou a medalha de ouro no solo, nas argolas e nas paralelas, e bronze na barra (Sub-14); Gustavo Pereira foi ouro nas argolas, prata nas paralelas e bronze na barra (Sub-12); Mateus da Silva conquistou prata na barra e bronze no cavalo (Sub-14); e Diego Oliveira foi medalha de prata na prova do salto (Sub-12). Na última semana, no Campeonato Sul-americano, disputado na Argentina, Bernardo Actos foi vice-campeão no individual geral da categoria Juvenil. No individual por aparelhos, conquistou o ouro nas paralelas e nas argolas, o vice-campeonato no solo e o 3º lugar no salto. No masculino Infantil, Mateus Silva, ficou com o vice-campeonato nas barras. O técnico Antonio Lameira, comemorou os resultados conquistados pelos atletas da Sitran/Minas. “Fico muito satisfeito com o quadro técnico e os resultados gerais que tivemos em todas as categorias. Os resultados falam por si só, estamos no caminho certo. Os resultados estão vindo pelo empenho e dedicação de todos. Nós, por exemplo, viemos do sul-americano e tivemos grandes resultados”, disse o treinador.

2B4B1053

Francisco Azra, técnico da equipe masculina da base da Sitran/Minas, agradeceu ao apoio recebido. “É muito bom termos a tranquilidade e a segurança que o Minas nos dá para representar o Clube no cenário nacional e o Brasil no cenário internacional”.

O presidente do Minas Tênis Clube, Luiz Gustavo Lage, elogiou a comissão técnica e parabenizou a equipe minastenista. Para ele, a responsabilidade e disciplina que o esporte exige dos jovens atletas é muito importante. Uma coisa que eles vão levar para o resto da vida. “Eu estou muito feliz de receber vocês aqui. Agradeço, do fundo do meu coração, a dedicação e o comprometimento de vocês com o Minas Tênis Clube. Muito obrigado, vocês estão de parabéns”, disse o presidente.

Seletiva alemã: dois recordes nacionais

Ano olímpico e sempre surgem novos nomes para tentar surpreender no tempo certo. Um alemão, inclusive, foi um dos surpreendidos em Olimpíadas, quando o favoritíssimo Michael Gross, recordista mundial dos 200m borboleta na ápoca, perdeu sua prova para o australiano Jon Sieben, em 1984. Depois, Gross, o Albatroz, voltaria para vencer os 100m borboleta e os 200m livre.

Nostalgia à parte, foi grande a evolução de Jan-Philip Glania nos últimos 2 anos, abaixando cerca de 5s até chegar ao recorde nacional nos 200m costas, com a segunda marca do ano.

Diebler, Lochte e Fesikov: prata nos 100m medley no Mundial de Dubai (25m). crédito: Zimbio

Mas os brasileiros, especialmente Thiago Pereira e Henrique Rodrigues, devem ficar de olho n’outro recorde alemão, este nos 200m medley feito por Markus Deibler em 1:57.82. O atleta agora tem a 3a marca do ano, atrás de Phelps e Thiago.

O recordista mundial Paul Biedermann vai estar nadando também os 400m livre em Londres. Outra recordista mundial, Britta Steffen vai ter que melhorar suas marcas se quiser vencer os 100m livre.

Vamos relembrar a inacreditável vitória de Jon Sieben, com recorde mundial dos 200m borboleta, em Los Angeles, 1984:


Este texto foi originalmente publicado no site do iG (colunistas.ig.com.br/rogerioromero