A preparação olímpica americana

A equipe americana sempre é uma das última a ser definida, pois sua seletiva é em cima dos limites da inscrição final. Aí, com pouquíssimo tempo para voltar a forma, eles vão para um campo de treinamento. Neste ano, a escolha foi Knoxville, no Tennesse, onde quase 2 mil fãs acompanhavam as braçadas da seleção olímpica.

Lochte, em uma foto com o uniforme bem… americana.

Neste meio tempo, eles receberam parte de seu material ( geralmente tem vários uniformes – treino, competição e pódium), escolheram seus capitães (Natalie Coughlin, Rebecca Soni, Jason Lezak, Brendan Hansen e Peter Vanderkaay – todos, claro, já tem experiência olímpica), mas também tiveram tempo para uma leve descontração na caso de um advogado local apoiador da natação.

Já imaginaram a seleção (não de futebol) recebendo 1800 fão num treino? (Twitter)

Neste instante, eles estão viajando para a última escala antes de Londres: França. No voo, a atleta mais nova de toda a equipe americana, Katie Ledecky, de apenas 15 anos (a mais velha é da euquipe de Hipismo, Karen O’Connor, 54).

Vejam alguns momentos de descontração:

Franklin dançando: parece com alguém que pode sair com 7 medalhas em Londres?

Entre eles, o experiente Lezak (camiseta cinza).

Phelps, cumprimentando o dono da casa.


Este texto foi originalmente publicado no site do iG (colunistas.ig.com.br/rogerioromero

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.




Arquivos

Categorias