Cerimônia de abertura: natação mais uma vez desfalcada

A cerimônia de abertura é um momento simbólico dos Jogos Olímpicos. Dificilmente teremos a exuberância de Pequim, apesar de todo o mistério, mas acredito em shows musicais bacanas vindos da terra que deu Beatles e os Rolling Stones.

Seul: com o famoso uniforme sopa de letrinhas

Pois bem, a última vez que a natação brasileira participou da cerimônia foi justamente em Seul-88. Após esta edição, a natação sempre teve no início da programação olímpica, o que levou a comissão técnica a tomar uma decisão controversa: a de vetar a ida dos atletas, independente de quando iriam competir. Assim, solidariamente, o grupo de Londres não estará dentre os 120 atletas que vão desfilar daqui a pouco.

A natação vai estar entre os esportes mais representados pelos portadores de bandeira. (AFP)

Não é só o Brasil que adota esta política, com países como os EUA e a anfitriã também preferindo preservar seus atletas. Perde-se um pouco em prol do objetivo maior de nadar o mais rápido possível. Mas, um pouco de diversão é necessária e saudável. Como registrado abaixo, o pessoal da natação mundial sabe se divertir também, apesar de acompanhar a abertura pela televisão como a maioria de nós.

Nadadores argentinos disfarçados (Twitter)

Italianos tentando ser discretos

Phelps tira foto da imprensa em sua coletiva. (Reuters)

Sun Yang: favorito para levar os 400m livre, o chinês passeia na Vila sem problemas. (Takata)


Este texto foi originalmente publicado no site do iG (colunistas.ig.com.br/rogerioromero

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.




Arquivos

Categorias