Dos 31 nadadores do Minas que foram a Olimpíadas, três voltaram com medalha

Publicado em 02/08/21, aqui

Na história dos Jogos Olímpicos, 31 nadadores, entre homens e mulheres, que defendiam o Minas Tênis Clube participaram do maior evento esportivo mundial. Desse total, três conquistaram medalhas, todas de bronze:

Marcus Mattioli, em Moscou’1980, e agora, Fernando Scheffer e Bruno Fratus em Tóquio.

O primeiro nadador mineiro a competir em Olimpíada foi Fernando Pavan, em Helsinque’1952. Ele lembra das dificuldades: “Primeiro, tive de ir, sozinho, ao Rio, para tentar o tempo de classificação,como era chamado o índice. Meu nado era 100m costas, e tinha três chances. Fui mal nas duas primeiras tentativas. Mas mentalizei que conseguiria na última e consegui”.

Ele teve outros problemas na jornada: “Depois veio o problema de conseguir uniforme para poder desfilar. Peguei uma calça emprestada aqui e uma camisa e paletó, ali”.

Somente em 1980, Moscou, o Minas teria um segundo nadador nos Jogos, Marcus Mattioli, que formou com Djan Madruga, Cyro Delgado e Jorge Fernandes a equipe que foi bronze no revezamento 4x200m livre, atrás da Rússia e Alemanha Oriental.

Mattioli se emocionou com as conquistas das duas medalhas dos nadadores minas-tenistasno Japão: “Vejo com grande alegria. Foram as únicas medalhas da natação brasileira em Tóquio. Isso é resultado de um trabalho sério, que é muito significativo. Mostra a importância do clube no cenário nacional. E exalto o trabalho do superintendente de natação do clube, o ex-nadador Teófilo Laborne, que foi quem trouxe Bruno Fratus para o Minas”.

A medalha de Moscou é, ainda, motivo de disputa. Mattioli, Djan, Cyro e Fernandes, tentam receber a prata, uma vez que já foi comprovado o doping da equipe da Alemanha Oriental.

“A morte de um dos integrantes do time alemão, Frank Pfütze, aos 32 anos, por problemas cardíacos, acendeu o nosso sinal de alerta. Logo depois, a família entrou na Justiça contra o governo alemão pedindo indenização. Segundo eles, Pfütze teria tido os problemas em decorrência do doping a que era submetido”, conta Mattioli.

Pouco tempo depois, outros dois nadadores confirmariam a história. “Detlev Grabs e Rainer Strohback anunciaram que queriam devolver a medalha conquistada em Moscou por vergonha, pois estavam dopados. Mas, na época, o então presidente do COI, Jacques Rogge, não aceitou, argumentando que queria mais provas”, diz.

“Nós estamos tentando conseguir mais provas e já temos testemunhos a nosso favor. Não vamos desistir nunca dessa luta. Os testemunhos que apresentamos por último são contundentes. Além disso, nesta Olimpíada, a de Tóquio, o Comitê Olímpico Internacional (COI) não permitiu que a Rússia participasse dos Jogos, por causa do doping. Seus atletas competem sem bandeira com o nome de Comitê Olímpico Russo. Esperamos que isso avance”, afirma.

Medalha por tabela

O Minas poderia ter uma quarta medalha, com um nadador formado no clube, Thiago Pereira. Ele foi prata nos 400m medley, nos Jogos Olímpicos de Londres’2012, no entanto, na época, competia pelo Corinthians. Thiago saiu do Minas um ano antes e retornou no seguinte.

Natação do Minas nos Jogos

  • Helsinque’1952
    Fernando Pavan
  • Moscou’1980
    Marcus Mattioli
  • Los Angeles’1984
    Djan Madruga
  • Seul’1988
    Emmanuel Nascimento
    Mônica Resende
    Vladimir Ribeiro
  • Barcelona’1992
    Rogério Romero
    Teofilo Laborne
  • Atlanta’1996
    André Cordeiro
    Alexandre Massura
    Rogerio Romero
  • Sidney’2000
    Rodrigo Castro
  • Atenas’2004
    Thiago Pereira
    Rogério Romero
    Rodrigo Castro
    Joanna Maranhão
  • Pequim’2008
    Thiago Pereira
    Rodrigo Castro
    Nicolas Oliveira
    Gabriel Mangabeira
  • Londres’2012
    Nicolas Oliveira
    Juan Pereyra
    Felipe Lima
    Fabiola Molina
  • Rio’2016
    Thiago Pereira
    Nicolas Oliveira
    Miguel Valente
    Marcos Macedo
    Kaio Márcio
    Italo Manzine
    Henrique Martins
    Daiene Dias
  • Tóquio’2021
    Aline Rodrigues
    Beatriz Dizotti
    Bruno Fratus
    Fernando Scheffer
    Guilherme Costa
    Julia Sebastian
    Vinicius Lanza

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.




Arquivos

Categorias