Finkel 2013: recorde para Poliana Okimoto

Começou ontem no parque aquático do Corinthians o Troféu José Finkel, antes de inverno, antes brasileiro de curta, agora… apenas Finkel, sem definição de tamanho de piscina ou um calendário mais ou menos fixo.

E o frio esperado para a época paulistana, adicionado ao fato do campeonato não servir para nenhuma seletiva, o custo de ficar uma semana na capital paulista, podem explicar o baixo número de atletas, sendo mais da metade do próprio estado.

image

Poliana, pontos importantes para seu clube.

Mas que foi, já pode presenciar o recorde brasileiro da brasileira mais medalhada em campeonatos mundiais, Poliana Okimoto, nos 1.500m livre. Ela já havia ficado muito próximo em outras ocasiões e talvez por estar mais relaxada acabou melhorando o recorde da baiana Nayara Ledoux, que já durava 12 anos.

Sim, não ser uma prova muito comum em campeonatos importantes levam uma certa estagnação na prova, que tem como recordista Sul-americana a chilena Kristel Kobrich que desde 2004 abaixou 4 vezes a marca continental, sendo a ultima agora em Barcelona, para conquistar, novamente, um honroso 4o. lugar.

Este foi o terceiro recorde brasileiro feminino do ano (Manuella Lyrio e o revezamento 4×100 m livre foram as outras duas marcas, ambas estabelecidas no Mundial de Barcelona), enquanto os homens permanecem sem nenhum recorde neste ano. Pior para eles. Será?

image

Dana Volmer e seu recorde nos 100m borboleta foi uma das pioneiras na nova era dos recordes mundiais.

Na verdade, se olharmos a tabela de recordes, percebemos que fora os 3 deste ano e os dois de Atená (Joanna e revezamento 4×200), percebemos que todos os demais são de 2009!  Sim, os nadadores também ainda lutam para abaixar 16 recordes dos tempos de trajes tecnológicos.

Não há que se preocupar – por enquanto. As mulheres parecem já ter encontrado a formula para nadar mais rápido sem o auxilio dos trajes, quebrando mais recordes que os homens depois de 2009.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.




Arquivos

Categorias