Monthly Archives maio 2013

Abominável mundo novo

Publicado em 16/05/2013, aqui

Pic

 

Leia o texto completo

Professor de basquete de Lavras é o “Bom Exemplo” no esporte

bom exemplo

Publicado em 16/05/2013, aqui

Leia o texto completo

Secretaria de Esporte e Lazer recebe primeira etapa do projeto Cidades da Copa

Publicado em14/05/2013, aqui

PBH

A Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Smel), que fica na avenida Afonso Pena, 550, no Centro, sediou na última semana o lançamento do projeto Cidades da Copa, iniciativa que faz parte do Movimento pelo Legado Social dos Megaeventos Esportivos, apoiado pela Rede de Esporte pela Mudança Social (REMS), pela Unicef e pela ONG Atletas pela Cidadania .

O projeto é composto por três etapas, que vão discutir o legado social de megaeventos esportivos como a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016, as dimensões sociais do esporte e o direito à prática esportiva. O objetivo é elaborar um plano de ação esportiva para todos e construir uma plataforma de oportunidades para os anos seguintes aos megaeventos.

Na primeira etapa do projeto foram realizadas três palestras no auditório da Smel, ministradas pelo secretário adjunto de Esporte e Juventude de Minas Gerais, Rogério Romero, pelo professor e coordenador do curso de Educação Física da PUC Minas, Daniel Marangon, e pelo coordenador do Instituto Esporte Educação, Rodrigo Paiva. Todos falaram sobre o impacto dos megaeventos na oferta de oportunidades de práticas esportivas em Belo Horizonte e nas demais cidades-sedes. As próximas etapas ainda não têm data programada, mas a segunda será voltada para a mobilização e elaboração do Plano Municipal, onde serão desenvolvidas as articulações e discussões com o governo. Já na última etapa, haverá a apresentação e a implementação do plano.

“Através do Projeto Cidades da Copa, vislumbramos gerar oportunidades no meio esportivo, além de dialogarmos com a sociedade os legados que os megaeventos podem deixar para a nossa cidade”, explica Bruno Miranda, secretário municipal de Esporte e Lazer.

Leia o texto completo

Homenagem

Judô-visita-ao-vice-governador

Publicado em 17/05/2013, aqui

A equipe Belo Dente/Minas recebeu uma placa de homenagem do vice-governador de Minas Gerais, Alberto Pinto Coelho, e do secretário-adjunto de Esportes, Rogério Romero, em cerimônia na tarde desta quinta-feira (16/5), na Cidade Administrativa. A equipe foi homenageada pela conquista dos títulos de campeã geral, campeã no feminino e campeã no masculino do Troféu Brasil de Judô, realizado na Arena Vivo, nos dias 4 e 5 de maio.

Participaram da cerimônia os atletas medalhistas na competição nacional Ketleyn Quadros, Mariana Silva, Istelina Silva, Vinicius Sakamoto, Luciano Corrêa, Bruno Altoé e Hugo Pessanha, o técnico Floriano Almeida e o chefe do Departamento de Judô do Minas, Sergio Cota. Além dos atletas e comissão técnica, estiveram presentes o presidente do Minas Tênis Clube, Sergio Bruno Zech Coelho, e o vice-presidente do Minas, Murilo Eustáquio Santos Figueiredo.

O vice-governador parabenizou os judocas e destacou a importância do Minas para o esporte no País. “É sempre uma satisfação recebê-los, o Governo sente-se lisonjeado de ter um clube vitorioso como o Minas, que carrega o nome do nosso Estado com muita honra. Parabéns a todos por mais essa grande vitória, que esse encontro ainda se repita por muitas vezes”, discursou Alberto Pinto Coelho.

O presidente do Minas Tênis Clube, Sergio Bruno Zech Coelho, agradeceu o apoio do Governo. “Nós estamos aqui também para agradecer por todo apoio e incentivo que recebemos do nosso Governo. Estamos orgulhosos dos nossos atletas e nosso objetivo é continuar lutando por grandes resultados”, afirmou.

Representando os atletas, a medalhista olímpica Ketleyn Quadros falou sobre as conquistas da equipe. “Estamos muito felizes com essa vitória, agradecemos aos diretores do Clube, pela oportunidade e por acreditarem no judô, e ao Governo, que está sempre atento ao esporte. A nossa forma de retribuir é continuar crescendo e buscando novas conquistas”, falou a judoca da Belo Dente/Minas.

Os títulos – Na disputa do Troféu Brasil de Judô, a Belo Dente/Minas ficou com todos os títulos da competição: o de campeã geral, campeã no masculino e campeã no feminino, garantidos com a conquista de seis medalhas de ouro, uma de prata e cinco de bronze. O Troféu Brasil é a maior competição nacional interclubes da modalidade e os títulos de campeã geral e no feminino foram inéditos para a equipe minastenista, que já havia conquistado o título no masculino por outras duas vezes, em 2003 e 2009.

As medalhas de ouro da Belo Dente/Minas foram conquistadas por Nathália Brígida (-48kg), Ketleyn Quadros (-57kg), Mariana Silva (-63kg), Vinicius Sakamoto (-66kg), Eduardo Bettoni (-90kg) e Luciano Corrêa (-100kg). A única prata da equipe ficou com Hugo Pessanha (-100kg). E os bronzes vieram com Istelina Silva (+78kg),  Alex Pombo (-73kg), Marcos Seixas (-73kg), Felipe Soares (-81kg) e Bruno Altoé (-100kg).

Homenagens – A Belo Dente/Minas recebeu diversas homenagens pela conquista do Troféu Brasil de Judô. Atletas e comissão técnica foram recebidos e parabenizados pelo vice-presidente do Minas, Murilo Eustáquio Santos Figueiredo, na terça-feira da última semana (17/5), na Unidade I. Também participaram do encontro o diretor de Judô do Minas, Carlos Henrique Martins Teixeira; o diretor de esportes do Minas, Luiz Gustavo Miranda Lage; e o diretor de Marketing e Comunicação do Minas, Eduardo Mineiro.

Aos gritos de “é campeão!”, a Belo Dente/Minas também desfilou pelas ruas de Belo Horizonte (MG), em carro aberto do Corpo de Bombeiros e, na sequência, atletas e comissão técnica participaram de almoço de confraternização. Ainda na última semana, mais um dia de festa para a equipe, desta vez no dojô, no CTJK (Minas I), com a presença do presidente da Belo Dente, patrocinadora da equipe, Luiz Antônio Ladeira.

Campeonato Brasileiro Sub-18 – Neste fim de semana (18 e 19/5), judocas da Belo Dente/Minas disputarão o Brasileiro Sub-18, que será realizado no Ginásio do SESI, na Bahia. A equipe contará com os atletas Paula Clark, Kamilla Silva, Sarah Nascimento, Robson Penna, Douglas Amaral, Lélio Puggina Júnior, Fernando Ramos, André Humberto e Thiago Souza, comandados pelos técnicos Floriano Almeida e Alexandre Katsuragi.

Saiba mais sobre o patrocinador: www.belodente.com.br

Leia o texto completo

Phelps: volta ou não volta?

Sem dúvida, a dúvida da semana foi o rumor da volta de Michael Phelps (ou seu plano para) às piscinas. Seria, sem dúvida, uma oportunidade única para o Rio de Janeiro!

Mas tenho uma lista das possibilidades que fariam o maior nome da natação mundial estar planejando um retorno:

1. Grana. Sinceramente, não acredito que isto possa ser uma motivação para ele pois, apesar de alguns episódios tristes (fumando o que não devia e dirigindo como não deveria), seus patrocinadores deram (dão) uma condição muito confortável. A não ser que torrou toda sua grana no pôquer – aí merece TER que treinar e ainda para os 200m borboleta e 400m medley (as provas mais duras que existem). Não seria o o primeiro nem o último a fazer um show para volta. Os australianos sempre tentam. Talvez o mais famoso a anunciar isso foi justamente aquele que detinha o título de melhor nadador de todos os tempos antes da era Phelps: Mark Spitz. Aos 41, o bigodudo e falante Spitz nem chegou a pegar o índice para participar da seletiva americana.

Phelps-Expert

Phelps, antes de perder seu relógio de ouro.

2. Recordes. Sim, ele poderia ampliar ainda mais sua galeria mas, novamente, depois do que ele fez nestas duas últimas olimpíadas, se esta for sua motivação… Quer ser campeão mundial dos 100m costas? Ganhar medalha nas olimpíadas nos 100m livre? Vencer pela quarta vez os 100m borboleta? Faz sentido num possível planejamento ele voltar agora, pois mesmo sendo provas de 100m, as chances dele alcançar novamente seus melhores resultados ficam proporcionalmente menores conforme sua demora em voltar. Além disso, ele já ressaltou inúmeras vezes que está aproveitando sua aposentadoria.

04-04-img_2115

Phelps no Rio: enjoying não é enjoar.

3. Atenção. Sim, ele ainda atrai multidões, especialmente fora do seu país, mas nada se compara a histeria de quando nadava. Alguns atletas parecem sentir falta da pressão, da adrenalina da competição, ou mesmo do lactato dos treinamentos, e acabam voltando e, quase sempre, se arrependendo posteriormente. Aliada a outra hipótese de cima, pode ser sua vontade de dar ainda mais popularidade à natação, um dos seus objetivos para alcançar suas façanhas.

Em todo caso, que ninguém duvide de sua capacidade, afinal ele cansou de fazer história nas piscinas.

michael-phelps-olympic-medals-02-480w

Phelps: “Peraí que eu ainda tenho mais um monte destas.”

 

 

 

 

Leia o texto completo

O fortalecimento dos Jogos Abertos é meta dos gestores estaduais de esporte do Brasil

Publicado em 19/09/2011, aqui

18193-olyntho-neto-no-forum-de-gestores-de-esporte

Criar um modelo único para ser seguido por todos os estados e profissionalizar os Jogos Abertos estaduais e a etapa nacional. Essas e outras questões foram discutidas nesta quinta-feira, 15, durante reunião do Fórum Nacional dos Secretários e Gestores Estaduais de Esporte e Lazer, em Porto Alegre (RS). O secretário da Juventude e dos Esportes do Tocantins, Olyntho Neto, foi escolhido para compor a comissão especial criada para cuidar especificamente das competições. Os Jogos Abertos do Tocantins tem início nesta sexta-feira, 16. O vice-governador do Rio Grande do Sul, Beto Grill, e o ex-árbitro de futebol do quadro FIFA, Carlos Simon, também participaram do encontro.

O presidente da Fundação Catarinense do Esporte, Adalir Pecos Borsatti, falou sobre os Jabs – Jogos Abertos Brasileiros. A idéia é reunir os campeões estaduais de todo o País para participarem da etapa nacional. Segundo Borsatti, atualmente cada estado faz a competição da maneira que deseja. A proposta é profissionalizar os jogos, criando um modelo único que aperfeiçoe e fortaleça o evento. Em 2012, os Jabs acontecerão em Vitória (ES), no mês de maio. No Tocantins, os Jogos Abertos terão início nesta sexta-feira, 16, no município de Colméia.

Os frutos das discussões do Fórum já começam a surgir. “No próximo dia 23, a versão final da Lei Pelé será encaminhada à presidente Dilma. Quase tudo que mandamos aqui do Fórum foi acatado”, disse a secretária de Esporte e Lazer do Rio de Janeiro, Márcia Lins. O Tocantins teve participação direta na elaboração das propostas, tendo em vista que o secretário da Juventude e dos Esportes, Olyntho Neto, é vice-presidente do Fórum, e, portanto, acompanha e opina em todas as propostas e decisões.

O secretário do Rio Grande do Sul, Kalil Sahbe, mostrou como foi a dinâmica da Conferência Estadual de Esporte e Lazer em seu estado. Temas relacionados ao esporte educacional, de alto rendimento, entre outros foram debatidos. De acordo com Olyntho Neto, no próximo ano serão realizadas conferências de esporte nas 18 regiões administrativas do Tocantins. “É muito importante essa troca de experiências. Com os erros e acertos dos nossos colegas de outros estados nós podemos chegar cada vez mais perto da perfeição em nossas iniciativas. Daqui (Fórum) saem muitas idéias boas”, concluiu.

Outros assuntos como a Lei de Incentivo ao Esporte do estado de São Paulo e novas estratégias de logística para a Copa do Mundo de 2014 também foram discutidos. Ao final dos trabalhos do Fórum, o governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, recebeu os secretários em seu gabinete e reforçou seu apoio às propostas e decisões da reunião.

Reunião no Tocantins

No dia 09 de novembro deste ano os secretários de esporte e lazer de todo o Brasil estarão reunidos no Tocantins para a próxima reunião do Fórum Nacional dos Secretários e Gestores Estaduais de Esporte e Lazer. Também vão estar presentes representantes do Ministério do Esporte. A reunião ordinária do Tocantins será a última do ano. (Ascom Sejuves)

Leia o texto completo

Joacy Bastos é eleito vice-presidente do Fórum Nacional de Secretários do Esporte e do Lazer

Publicado em 21/03/13, aqui

DSCF9600 (1)

O secretário do Esporte e do Lazer do RN, Joacy Bastos, é eleito o vice-presidente institucional do Fórum Nacional de Secretários e Gestores do Esporte e do Lazer. A eleição ocorreu na manhã desta quinta-feira (21), no Centro de Convenções de Brasília, por ocasião da 1ª Reunião Ordinária do Fórum Nacional dos Secretários e Gestores do Esporte e do Lazer.

O ponto alto da reunião, que contou com as presenças de secretários do Esporte de 20 estados brasileiros, foi a eleição do novo presidente, vice-presidente institucional, secretário executivo, e de cinco vice-presidentes regionais do Fórum.

O secretário Joacy Bastos participou efetivamente da formação de uma chapa de consenso e abriu mão de uma candidatura a presidência que já contava com apoios dos secretários do Norte, Nordeste e Centro Oeste, em nome da unidade do Fórum Nacional de Secretários do Esporte e do Lazer.

O Fórum terá na presidência o consagrado medalhista olímpico, secretário do Esporte de Minas Gerais, Rogério Romero.

“Agradeço a manifestação de apoio dos meus companheiros secretários do Esporte e do Lazer. Nossa intenção sempre foi a de somar esforços para o fortalecimento da unidade do Fórum como força propulsora do desenvolvimento do esporte nos estados e no país”, afirmou o secretário Joacy Bastos.

A reunião do Fórum contou com as presenças do ministro interino do Esporte, Luis Fernando, e do secretário nacional do Futebol do Ministério do Esporte, Toninho Nascimento.

O evento foi aberto com palestra do secretário nacional do Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social do Ministério do Esporte, Vicente Neto, que falou sobre “as articulações com as secretarias estaduais do Esporte”.

Após a eleição, o secretário Joacy Bastos, já na condição de vice-presidente institucional do Fórum Nacional, manteve conversa com o secretário executivo e ministro interino do Esporte, Toninho Nascimento, sobre os Jogos Escolares da Juventude Brasileira (antiga Olimpíada Escolar) que acontecem em setembro na cidade de Natal.

Leia o texto completo

Mauro de Deus é eleito presidente do Fórum de Secretários de Esporte do Norte

Publicado em 21/03/13, aqui

foto_2dddddd

O Fórum Nacional de Secretários e Gestores Estaduais de Esporte e Lazer aconteceu nesta quinta-feira 21, no Centro de Convenções Ulisses Guimarães em Brasília. Secretários e gestores esportivos de todo Brasil se reuniram para discutir políticas públicas para a área.

Durante o evento, Mauro de Deus, secretário adjunto de Esportes do Acre, foi eleito presidente do Fórum dos secretários da região Norte. Segundo ele, esse encontro tem proporcionado uma ampla discussão nas ações desportivas de todo Brasil onde o esporte é uma ferramenta de formação ética e disciplinar do ser humano.

De Deus enfatizou que na presidência pretende expandir as discussões através do intercâmbio entre os estados da região norte, possibilitando a troca de experiências através de projetos, seminários e palestras.

“A gestão esportiva do Estado do Acre vai gerenciar essas discussões englobando os três principais eixos esportivos: Educacional, Alto Rendimento e Lazer. Um desafio onde somos referência de uma política de Estado que promove a democratização dos recursos e inclusão social”, concluiu o secretário.

O secretario de Esportes de Minas Gerais, Rogério Romero, de Minas Gerais foi eleito presidente nacional do Fórum. O evento acontece a cada três meses e também discutiu a possibilidade do Acre sediar ainda este ano um dos encontros nacionais de gestores do esporte do Brasil.

Leia o texto completo

Piscina de clube “celeiro” está abandonada

Publicado em 13/05/2013, aqui

Leilane Benetta

cd8130513

Portões fechados e uma placa de imobiliária anunciando a venda. Ao espiar pelos muros baixos, dá para ver as piscinas que fizeram grandes campeões da natação do Paraná. O Clube do Golfinho, que fica na Rua São Salvador, no bairro Pilarzinho, foi durante quase 20 anos um celeiro de campeões de nado do Sul do País. Hoje o espaço está sem uso. Vivas estão apenas as lembranças de moradores e atletas.

O Golfinho foi criado nos anos 70 pela iniciativa de um grupo de pais de atletas e foi o primeiro clube do País exclusivo para a natação. Antes dele, nenhum nadador paranaense tinha conquistado destaque no esporte. O auge foi em 1986, quando o clube assumiu a segunda posição no ranking da natação nacional.

A saída dos pais fundadores levou ao declínio do Golfinho. O local foi vendido para a Sociedade Juventus, que o leiloou em 2003 para pagar as dívidas com o INSS. Hoje ele está à venda a um custo de R$ 4,6 milhões. Mas o comprador precisaria de autorização da prefeitura para construir qualquer coisa, já que a área é considerada de interesse para desapropriação. Desde 2010, um grupo de ex-atletas e moradores pede isso ao poder público, para transformar o espaço em um equipamento público de atendimento à população. A prefeitura informou apenas que um processo sobre o clube está em análise na Secretaria de Planejamento, mas não quis dar mais detalhes.

O pai de Ênio Aragon foi um dos fundadores do Clube do Golfinho, quando ele tinha 18 anos. “Ganhei inúmeras medalhas, fui um dos primeiros grandes nadadores do Paraná”, conta Ênio, hoje diretor da Positivo Informática. Ele fez várias viagens para disputar competições, como para o Uruguai e para a Bulgária. “O clube foi muito importante na minha vida. Foram 10 anos de nado que me transformaram em nível de caráter, conhecimento, experiências com viagens e amizades que tenho até hoje”, destaca.

cd7130513

Uma família

Único nadador brasileiro a participar de cinco Olimpíadas, Rogério Romero, também nadou no Golfinho, de 1986 a 1990. Pelo clube, conquistou seu primeiro ouro em brasileiro, tanto juvenil quanto absoluto, e recebeu as primeiras convocações para seleções nacionais e a primeira olimpíada (em Seul, no ano de 1988). Ele ressalta a principal conquista do clube. “A maior vitória daquele ambiente é notar que todos estão com sua família constituída e uma carreira profissional. Gosto de pensar que o Golfinho contribuiu para a formação destes cidadãos”. Sobre o futuro do espaço, Romero diz: “não sei se daria para resgatar o que foi o Clube do Golfinho para uma nova geração, mas é realmente uma pena ver uma estrutura daquelas, num país como o nosso em pleno ciclo olímpico, ser abandonada após tantas memórias boas”.

O médico Flávio Gomel praticou natação no Golfinho durante todo o tempo que o espaço funcionou. “Mais do que um clube, foi formada uma família. Fomos criados em um ambiente saudável e, paralelo a isso, tivemos maravilhosos resultados naquilo que o clube se propunha”, avalia. Ele acredita que “para recriar o espaço, seria preciso ter o sonho, um estímulo como o que as pessoas tiveram na época”.

Vizinhos lamentam abandono

Sônia Gava, de 60 anos, mora desde que nasceu em uma casa na frente do Clube do Golfinho. Ela conta que a mãe e a irmã nadavam lá e relembra como ficava a rua na época. “Ficava muito movimentada quando tinha competições, com muitos carros”. Há cerca de um ano, segundo ela, os moradores da rua tiveram problemas com as pessoas que estavam cuidando do clube. “Eles usavam drogas, bebiam e jogavam muito lixo ali”, reclama. “Gostaria que se tornasse um espaço de lazer, com segurança, para que não seja usado por desocupados”, comenta Sônia.

O filho de Lucia Borzek de Freitas, também moradora da rua do clube, aprendeu a nadar no Golfinho e ela lamenta a situação atual. “Foi uma pena ser fechado, agora está esse abandono”, afirma. “Teriam que fazer alguma coisa, porque é um pecado ficar parado desse jeito”. Ela diz que o filho quer voltar a praticar o esporte, mas ainda não encontrou um lugar que fique perto de casa.

Rosa Ribeiro Beraldo, de 65 anos, recorda com carinho da época em que o clube funcionava. Lá praticava hidroginástica e a filha, Daniele, hoje com 39 anos, natação. Orgulhosa, ela mostra as medalhas e fotos de Daniele. “Ela viajou para vários lugares para competir – Brasília, Chile, México, São Paulo; foi com o Gustavo Borges, com o Xuxa”, relata. “Queria muito que voltasse a funcionar o clube”, desabafa Rosa.

cd9130513

Leia o texto completo

Inauguração da nova Academia do PIC Cidade

Publicado aqui

IMG_8511

Muito prestigiada a solenidade de inauguração da nova Academia do PIC Cidade na última sexta-feira, 3, que contou com a presença de cerca de 500 convidados. Entre eles o Secretário Adjunto de Estado de Esporte e da Juventude, Rogerio Romero, representando o governador Antonio Augusto Anastasia; o vice-prefeito Délio Malheiros, representando o prefeito Marcio Araujo de Lacerda; o presidente da Câmara Municipal de BH, Leo Burguês de Castro; o presidente da BHTrans, Ramon Victor César, o músico Henrique Portugal, do Skank, e o atleta Serginho do Vôlei do Cruzeiro, além jornalistas, diretores do PIC, da Runner e da Technogym, sócios, alunos e funcionários.
Com consultoria e metodologia de aulas da Runner, de São Paulo, tradicional há trinta anos no segmento, a nova Academia do PIC  é a única no Estado 100% Technogym, ou seja, que possui equipamentos de última geração da marca italiana líder mundial em fitness, que forneceu todos os aparelhos utilizados nas últimas Olimpíadas de Londres.
Após o desenlace da fita, feito pelas autoridades, e o descerramento da placa inaugural pelos ex-presidentes Antonio Mafra e Evandro Veiga Negrão de Lima, os convidados visitaram as instalações e se encantaram com o novo espaço. Tanto a estrutura física como os equipamentos seguem as mais atualizadas tendências internacionais de dimensionamento e adequada distribuição de ambientes, observando o conceito Wellness Design, hoje referência mundial.

IMG_8504 IMG_8438

 

Leia o texto completo