Bruno Fratus opera o ombro

Quarto colocado nos 50m livre nas Olimpíadas de Londres – 2012, o velocista Bruno Fratus não aguentou as dores no ombro e operou.

Colocou na sua página no Facebook: “Depois de 2 anos lidando diariamente com uma lesão no ombro, finalmente hoje ela foi solucionada. Pronto para dar início ao ciclo olímpico – Rio 2016 novinho em folha!

Assim esperamos.

brunofratus-face

Fratus e o OK pós-operação

Lesões como a dele são comuns em atletas, ainda mais no ritmo de treinamentos e (cada vez mais) de competições intenso a que são submetidos.

Com o recente anúncio pelos Ministérios do Esporte e da Educação de um grupo de trabalho para estudar a criação de uma Universidade do Esporte, as ciências do esporte poderão dar sua contribuição para que os limites físicos sejam monitorados e respeitados. A intenção é de, com a infraestrtura esportiva nova das Olimpíadas do Rio, poder potencializar cursos práticos.

Dica para o grupo de trabalho: incluam, além dos óbvios psicologia, marketing e direito, a arquitetura esportiva. Já temos exemplos suficientes de que, infelizmente, esta foi uma área onde várias oportunidades foram perdidas.

 

Leave a reply

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.