BEST MEMÓRIA: OS 20 ANOS DA NATAÇÃO OLÍMPICA DE SYDNEY 2000

Publicado aqui, em 17/09/2020

Esta semana se comemora os 20 anos do que foi a natação dos Jogos Olímpicos de Sydney, uma fantástica competição de oito dias, a estreia da disputa das semifinais no formato atual de disputa. Eram 32 provas, 16 de cada sexo disputadas no Sydney International Aquatic Centre em Homebush Bay. No final, vitória americana entre os 18 países que ganharam medalhas, 33 conquistas, sendo 14 de ouro. Aqui uma certa decepção para o time da casa, no ano anterior, no mesmo local, no Pan Pacífico, australianos e americanos empataram em 13 medalhas de ouro. Agora, 14 dos Estados Unidos e cinco da Austrália.

Domenico Fioravanti campeão dos 100 e 200 peito – Divulgação

Veja abaixo algumas das recordações desta competição incrível:

* Foram 14 recordes mundiais, 38 recordes olímpicos.
* Estados Unidos líder do quadro de medalhas, 33 medalhas, 14 ouros, 8 pratas, 11 bronzes, Austrália em 2o com 18 medalhas, 5 ouros, 9 pratas e 4 bronzes. Brasil ficou em 16o, empatado com Canadá e Espanha, com uma medalha de bronze.
* 954 nadadores na competição com 150 países participantes.
* Brasil brilhou com o revezamento 4×100 livre bronze em registro lembrado neste link. Ainda tivemos uma final com Rogério Romero, sétimo colocado nos 200 metros costas.
* Incrível empate nos 50 metros nado livre masculino, os americanos Anthony Ervin e Gary Hall Jr., que eram companheiros de treino no Race Club no Arizona, empataram vencendo a prova com 21.98.

Inge de Bruin (Photo by Ross Kinnaird/Allsport)

* Holandesa Inge de Brujin foi a maior medalhista individual da natação, venceu os 50 e 100 livre e os 100 borboleta.
* Pieter van den Hoogenband foi estrela vencendo os 100 e 200 metros nado livre igualando o recorde mundial nos 200 livre e batendo os 100 livre na semifinal, 47.84, o primeiro sub 48 da história.
* Foi a melhor Olimpíada da natação da Itália, seis medalhas, três ouros, Domenico Fioravanti vencendo os 100 e 200 peito e Massimiliano Rosolino levando os 200 medley.
* Nos 200 peito masculino, o sul-africano Terence Parkin ficou com a medalha de prata com 2:12.50, recorde africano e a primeira, e única, medalha olímpica conquistada por um nadador surdo-mudo.
* Uma das vitórias mais importantes para o time americano veio com Misty Hyman surpreendendo a recordista mundial da prova, a australiana Susie O’Neil. Hyman mudou a estratégia de pernadas submersas, reduzindo uma pernada a cada virada, evitando a “grande morte” que teve no US Olympic Trials.

A guerra das guitarras na comemoração do 4×100 livre pela Austrália – Divulgação

* A famosa “Guerra das Guitarras” do revezamento 4×100 metros nado livre foi uma resposta da provocação ao nadador americano Gary Hall Jr. que na véspera da Olimpíada disse que os americanos “iriam esmagar os australianos como guitarras de rock”. A resposta foi puxada por Michael Klim na comemoração após a vitória.
* A Austrália ainda venceu o 4×200 livre, este com recorde mundial e fácil, mais de cinco segundos a frente dos americanos.
* Nos 200 costas feminino, a prata foi da francesa Roxana Maracineanu, atual Ministra dos Esportes da França. Para ser mais exato, Maracineanu nasceu na Romênia e se naturalizou francesa na adolescência. Perdeu a prova para uma romena, Diana Mocanu, campeã dos 100 e 200 costas.

Eric Moussambani pronto para o seu 100 livre solitário – Divulgação

* Também foi a Olimpíada de Eric Moussambani, o famoso nadador de Guinea Equatorial que nadou os 100 livre sozinho para 1:52. A sua participação, após a desclassificação dos dois nadadores ao seu lado, marcou uma exposição que incomodou
* Sydney 2000 também ficou marcado como a estreia de Michael Phelps, a única Olimpíada onde ele não ganhou medalhas. Ficou em quinto lugar nos 200 metros borboleta com 1:56.50.

A estreia olímpica de Michael Phelps – Olympic Channel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.




Arquivos

Categorias